Dia do Turismo: setor emprega mais de 6 milhões de pessoas no país

Em busca de alavancar o setor, o Brasil deixou de exigir o visto para visitantes dos EUA, Canadá, Austrália e Japão. Recentemente, o país conquistou vaga no Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo

Passeios do projeto Olha! RecifePasseios do projeto Olha! Recife - Foto: Marcos Pastich/PCR

Marli Mendes da Silva é artesã na cidade paulista de Itaóca, no Vale do Ribeira, localizado no sul do estado de São Paulo. Até um ano atrás produzia uma panela de cerâmica por semana, que a ajudava a complementar a renda. Neste ano participou de um curso de capacitação que ensinou artesãos, como ela, e comerciantes locais a darem mais visibilidade aos empreendimentos.

Em Itaóca, cidade com vocação para o ecoturismo, com trilhas para cavalos, ciclismo e cachoeiras, foram instaladas placas de sinalização para que os turistas que visitam a da região saibam onde estão os artesãos. O resultado foi imediato “Com isso as vendas alancaram. O povo passa, vê a plaquinha e vem conhecer o trabalho da gente. Isso só veio acrescentar. Antes eu só fazia uma peça por semana e estava ótimo. Agora eu preciso trabalhar a semana inteira para dar conta dos pedidos”, diz a empresária.

Leia também:
Secretaria do Turismo de Pernambuco apresenta nova identidade visual
Turismo internacional cresce no mundo, mas recua no Brasil
Menos cidades pernambucanas constam no Mapa do Turismo Brasileiro


O Ministério do Turismo escolheu esta sexta-feira (27), Dia Mundial do Turismo, para mostrar histórias como a de Marli, “Tudo que se faz para o turismo a geração de emprego e renda é muito rápida. Quando você aumenta o número de turistas em algum local o hotel contrata, o restaurante contrata, a locadora aluga mais carros, a resposta é imediata. Então o turismo é uma das principais vertentes da nossa economia e precisa estar no centro da agenda econômica do Brasil”, destaca o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio em entrevista à Agência Brasil.

Em busca de alavancar o setor, o Brasil deixou de exigir o visto para visitantes de quatro países (EUA, Canadá, Austrália e Japão). Recentemente, o país conquistou vaga no Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo, principal entidade do setor. De acordo com o governo, as medidas tiveram efeito positivo. Em julho, primeiro mês após a isenção de vistos, os gastos de turistas estrangeiros no Brasil cresceram mais de 43% em relação ao mesmo mês de 2018, de acordo com dados do ministério.

Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra crescimento de 4,4% no setor em julho de 2019, em relação ao mesmo período em 2018. Além disso, o turismo está entre os principais segmentos da economia que apontam alta mês a mês.

Neste ano, o Dia Mundial do Turismo será celebrado em Nova Dehli, na Índia. Em 2020, a comemoração deve ser na região da Tríplice Fronteira, que une o Brasil, Argentina e Paraguai. Pela primeira vez, países do Mercosul vão sediar a cerimônia.

Emprego e renda
No trimestre maio, junho e julho, o setor de turismo registrou crescimento de 5,8% na geração de empregos na comparação com o mesmo período do ano passado. Dentro do setor, os segmentos que mais empregaram foram alimentação e alojamento.

Segundo o Ministério do Turismo, o setor já representa 8,1% do Produto Interno Brunto (PIB, a soma de todas as riquezas produzidas no país). Em 2018, o PIB do turismo somou 152 bilhões e 500 milhões de dólares, o que representa um crescimento de 3,1% na comparação com 2017. No total, o setor emprega 6,9 milhões de pessoas.

Parte desses empregos está na região do Lago de Furnas, em Minas Gerais. É o que conta Thayse de Castro, presidente do Circuito Turístico do Lago de Furnas, da cidade de Fama (MG), 360 quilômetros de Belo Horizonte. Ela e os moradores da região já trabalhavam para promover o turismo sustentável e receberam um reforço com o Programa de Regionalização do Turismo do MTur (PRT + Integrado).

O programa promove uma série de encontros para aproximar políticas públicas federais, estaduais e municipais. O objetivo é criar um canal de interlocução, promover a integração e ampliar a troca de experiências entre representantes do setor turístico de todo o país.

A partir do PTR, os habitantes de Fama conseguiram integrar cinco circuitos turísticos próximos ao lago mineiro. “Essa política de regionalização permitiu a integração desses circuitos para fortalecer a nossa luta e o circuito turístico. O lago de Furnas é o maior artificial do Brasil e tem um grande potencial turístico nacional e internacional”, conta Thayse.

Novo Mapa do Turismo Brasileiro

Um dos métodos adotados pelo governo para impulsionar o turismo do país foi compreender mais as regiões. Para isso, foi criado o Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021, lançado no mês de agosto. O documento inclui 2.694 cidades de 333 regiões turísticas do país. O mapa é um instrumento que identifica as necessidades de investimento e as ações de promoção de cada região turística do país.

O produto é constantemente atualizado para que a destinação de recursos sejam eficazes. Entram no mapa apenas cidades turísticas ou impactadas pelo setor de viagens como, por exemplo, municípios que possuam aeroportos próximos a regiões turísticas.

Para participar da plataforma, o município precisa ter um orçamento próprio destinado ao turismo e prestadores de serviços registrados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo.

O mapa do Turismo está em funcionamento e pode ser consultado no site que conta ainda com a emissão de certificado digital para os municípios. Esse documento serve para comprovar que o setor gera emprego e renda para a comunidade local.

Para maiores informações sobre o Programa de Regionalização do Turismo ou o Mapa do Turismo Brasileiro é preciso entrar em contato com a Coordenação-Geral de Mapeamento e Gestão Territorial do Turismo, pelo e-mail [email protected]

Veja também

Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa nesta segunda
Imposto de Renda

Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa nesta segunda

Bolsonaro acerta com Lira e Pacheco votação de PEC emergencial nesta semana
PEC EMERGENCIAL

Bolsonaro acerta com Lira e Pacheco votação de PEC emergencial nesta semana