Dicas para trabalhar em casa

Home office é uma realidade para vários trabalhadores em momento de pandemia. Confira dicas e cuidados.

Giovanna dá dicas e compartilha sua experiência com home officeGiovanna dá dicas e compartilha sua experiência com home office - Foto: Divulgação

Diante da pandemia do Coronavírus, além dos impactos na saúde, as relações de trabalho sofreram grandes mudanças. O home office foi aderido por grande parte das empresas e, apesar de garantir segurança física, apresenta alguns desafios de adaptação e produtividade. É importante ficar atento as suas atividades e procurar ferramentas que auxiliem durante esse trabalho remoto.

A necessidade de permanecer em casa para ajudar a reduzir a disseminação do vírus, fez com que o trabalho ficasse restrito as telas dos computadores. Essa realidade obriga a adaptação em plataformas online, com reuniões por videoconferências, compartilhamento de informações na nuvem e ferramentas específicas de cada organização. “Na empresa em que trabalho foi disponibilizado um computador para o funcionário fazer o home office. Tivemos reuniões sobre como isso iria funcionar, para alinhar expectativas e tirar dúvidas. Todo dia, antes de começar o trabalho, fazemos uma ligação para ver se temos alguma dificuldade”, comenta Giovanna Carvalho, 23, responsável por controlar financeiramente alguns projetos da Accenture, multinacional de consultoria em gestão e tecnologia.

Além da adaptação digital, o local físico também influencia no trabalho e é importante separar um local organizado e limpo para trabalhar. De acordo com Giovanna foram necessárias algumas mudanças. “Sinto falta da estrutura física do meu trabalho. Em casa, tive que montar de última hora um pequeno espaço para trabalhar e o conforto não é o mesmo. A parte boa é que tenho mais tempo para cuidar de mim, da minha saúde mental e física”.

Leia também:

Teletrabalho demanda cuidados com postura, equipamentos e jornada

Empresa de tecnologia oferece treinamento gratuito para quem faz trabalho home office

Coronavírus: saiba como foi a movimentação nas ruas do Recife nesta sexta-feira

Além disso, por estar em um ambiente informal e descontraído, a presença dos familiares, crianças e animais de estimação pode ser uma distração na hora de produzir. “Minha família não está acostuma a estarem todos em casa ao mesmo tempo. Acabam não associando que estou no meu momento de trabalho e as vezes ficam falando comigo, me interrompendo”, avalia Giovanna. Sempre deve-se lembrar as pessoas de casa quando é momento de trabalhar e de relaxar.

Sem contato físico e longe do ambiente de trabalho convencional, a comunicação se torna importantíssima, ela precisa fluir. Por não estar em contato direto com os outros colaboradores, a utilização de plataformas de conversa online e trabalho compartilhado deve ser regrada, organizada e eficiente. Ferramentas como WhatsApp, Google Drive, chats de vídeo e softwares de gerenciamento de projetos se tornam essenciais.

Para um bom rendimento, é necessário delimitar horários de início e término de atividades e eliminar distrações. “Tento replicar o que eu fazia antes do home office e mantenho essa rotina. Acho que isso reduz as dificuldades de adaptação”, recomenda. Giovanna compartilha um pouco da sua rotina e diz que é muito importante fazer uma lista dos afazeres, tornando mais fácil a execução no decorrer do dia. “Entre uma pausa e outra eu converso com meus pais, procuro tomar muita água, sair um pouco da cadeira, fazer alguma outra coisa para desopilar, me ajuda bastante”, recomenda.

Veja também

PEC dos precatórios prevê parcelamento de dívidas acima de R$ 66 mi
Economia

PEC dos precatórios prevê parcelamento de dívidas acima de R$ 66 mi

Entidades de formação de jovens preparam reação contra minirreforma trabalhist
Trabalho

Entidades de formação de jovens preparam reação contra minirreforma trabalhist