Diesel sobe e puxa frete

O aumento do combustível, anunciado pela Petrobras, deve impactar os custos logísticos e, consequentemente, os preços dos produtos

Vagas de empregoVagas de emprego - Foto: Marcello Casal/Arquivo/Agência Brasil/Agência

A alta de 3,8% do diesel, anunciada pela Petrobras, pode provocar um aumento nas taxas de frete pelo Brasil, já que o combustível é o utilizado nos caminhões e ônibus. De acordo com o presidente da Associação Nordestina de Logística (Anelog), Fernando Trigueiro, será difícil para as empresas não repassarem o reajuste para os clientes, já que se trata do terceiro aumento no combustível em dois meses. “Deve ser um aumento fraco, mas de todo jeito é um aumento. Como a crise está grande, as empresas talvez não tenham como segurar esse gasto e repassem para os consumidores”, comentou.

Antes da alteração, a Petrobras havia reduzido o preço do diesel junto com a gasolina duas vezes no ano passado: em 14 de outubro e em 8 de novembro e, aumentado uma vez no dia 5 de dezembro. Isso faz parte da atual política de preços da estatal, que acompanha o preço do petróleo no mercado internacional atrelado ao câmbio. Neste novo aumento, que só foi dado ao diesel, a justificativa está em “movimentos sazonais nas cotações globais dos derivados, com os preços do diesel respondendo a uma maior demanda em função de inverno no Hemisfério Norte”.

Representante do setor sucroenergético, onde se inserem os produtores do etanol, o presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar-PE), Renato Cunha, é contrário à política de preços da Petrobras, por entender que ela desestimula a competitividade do etanol. Ele reclama de taxas que o setor tem que cumprir, que comprometem a produção do biocombustível. “Vão querer ter mais produção de etanol num passe de mágica? Estão obrigando déficits para a nossa produção. Ainda mais no Nordeste que é grave a preocupação com as adversidades dos efeitos de mudanças climáticas”, ressaltou Cunha.

Veja também

Comitê da Petrobras vê conflito de interesses em dois indicados para conselho da empresa
Estatal

Comitê da Petrobras vê conflito de interesses em dois indicados para conselho da empresa

Bitcoin dispara 98% neste ano e atrai novos investidores
Negócios

Bitcoin dispara 98% neste ano e atrai novos investidores