TECNOLOGIA

Dispositivo japonês de IA prevê demissões de funcionários

Dados dos funcionários, desde a frequência ao trabalho até informações pessoais como idade e gênero são analisados

TecnologiaTecnologia - Foto: Niek Verlaan/Pixabay

Os chefes que estão preocupados com a rotatividade de funcionários ou se perguntam quanto tempo permanecerão no emprego em breve poderão contar com a inteligência artificial (IA) para saber qual o próximo funcionário a deixar a empresa.

Esta ferramenta foi desenvolvida por pesquisadores japoneses para ajudar as empresas a fornecer apoio direcionado aos seus funcionários, a fim de desencorajá-los a pedir demissão.

Os dados dos funcionários, desde a frequência ao trabalho até informações pessoais como idade e gênero, são analisados usando esta ferramenta criada por um professor da Universidade da Cidade de Tóquio com uma start-up local.

A ferramenta também analisa dados de ex-funcionários que deixaram a empresa.

A partir de todos esses dados, o sistema prevê uma taxa de demissão de novos recrutas em porcentagem, explicada à AFP pelo professor Naruhiko Shiratori.

“Estamos em fase de testes com esta ferramenta de IA em diversas empresas, criando um modelo para cada uma delas”, acrescenta o pesquisador.

Os chefes poderiam usar os resultados para "sugerir ao funcionário de alto risco (de missão) – sem mostrar-lhe os resultados brutos que poderiam surpreendê-lo – que a empresa está disposta a oferecer apoio", porque a IA prevê que eles "poderiam enfrentar dificuldades", diz Shiratori.

Para criar esta ferramenta, os pesquisadores basearam-se em um estudo anterior que usou IA para prever o perfil dos estudantes universitários com probabilidade de abandonar os estudos.

As empresas japonesas tradicionalmente contratam jovens graduados na mesma época todos os anos, em abril.

Mas cerca de 10% desses novos trabalhadores abandonaram seus empregos no primeiro ano, e cerca de 30% após três anos, segundo dados do governo.

As empresas japonesas buscam cada vez mais cuidar de seus jovens colaboradores em um contexto de declínio demográfico acelerado no arquipélago japonês, que gera deficiências de mão de obra em muitos setores de atividade.

Veja também

Alckmin pede que deputados retirem taxação de projeto sobre benefícios para setor automotivo
Importação

Alckmin pede que deputados retirem taxação de projeto sobre benefícios para setor automotivo

RS: Anac autoriza voos comerciais em base aérea de Canoas
VIAGEM AÉREA

RS: Anac autoriza voos comerciais em base aérea de Canoas; em Porto Alegre, aeroporto segue fechado

Newsletter