Dólar aproxima-se de R$ 3,10 e fecha no menor valor desde julho de 2015

Cotação da moeda tem caídocom a proximidade do fim da regularização de ativos no exterior, também conhecida como repatriação

Prêmio de loteria dos EUA acumula para um recorde 1,6 bilhão de dólaresPrêmio de loteria dos EUA acumula para um recorde 1,6 bilhão de dólares - Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Em queda pelo segundo dia seguido, a moeda norte-americana voltou a fechar no menor valor em quase 16 meses. O dólar comercial encerrou esta terça-feira (25) vendido a R$ 3,106, com queda de R$ 0,04 (-1,26%). A cotação está no menor nível de fechamento desde 2 de julho do ano passado (R$ 3,096).

No fim de manhã, o dólar chegou a operar em pequena alta, mas inverteu a tendência e caiu durante a tarde. Por volta das 15h30, na mínima do dia, chegou a ser vendido por R$ 3,104, mas estabilizou-se pouco acima desse valor. A divisa acumula queda de 4,5% em outubro e de 21,3% no ano.

Como nas últimas sessões, o Banco Central vendeu hoje US$ 250 milhões em contratos de swap cambial reverso, que equivalem à compra de dólares no mercado futuro. A atuação, no entanto, foi insuficiente para conter a queda da divisa. Ontem (24) à noite, o Banco Central anunciou que deixará de rolar (renovar) totalmente os contratos em circulação de swap cambial tradicional, que equivalem à venda de dólares no mercado futuro, para tentar segurar o recuo da moeda norte-americana.

Repatriação

A cotação do dólar tem caído nos últimos dias com a proximidade do fim do prazo da regularização de ativos no exterior, também conhecida como repatriação. Até o dia 31 de outubro, os brasileiros que mantêm legalmente bens e direitos no exterior podem declarar o patrimônio à Receita Federal pagando 15% de Imposto de Renda e 15% de multa, em troca da anistia de crime de evasão de divisas. A medida está provocando a entrada de recursos no país, pressionando para baixo a cotação do dólar.

Hoje, o Banco Central divulgou que o fluxo cambial – saldo entre entrada e saída de dólares do país – ficou positivo em US$ 2,531 bilhões em outubro até a última sexta-feira (21), depois de cinco meses seguidos de resultados negativos . Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, certamente a repatriação de recursos contribuiu para o resultado positivo.

O dólar também caiu no aguardo da votação, em segundo turno, da proposta de emenda à Constituição que limita o crescimento dos gastos públicos (PEC 241). Discutido desde o início da tarde, o texto será votado agora à noite.

No mercado de ações, o dia também foi de realização de lucros, quando investidores aproveitam altas recentes para vender ações e embolsarem os ganhos. Pelo segundo dia seguido, o índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou com queda. O indicador recuou 0,30%, fechando em 63.866 pontos. Na semana passada, o Ibovespa tinha alcançado os maiores níveis desde abril de 2012.

Veja também

Pernambuco inaugura acesso viário ao polo empresarial de Limoeiro, no Agreste
Economia

Pernambuco inaugura acesso viário ao polo empresarial de Limoeiro, no Agreste

Dívida bruta vai passar de 100% do PIB em 2025, diz Ministério da Economia
dívida pública

Dívida bruta vai passar de 100% do PIB em 2025, diz Ministério da Economia