Dólar cai e Bolsa de Valores bate recorde após Fitch rebaixar nota do Brasil

O índice Ibovespa encerrou esta sexta-feira (23) com alta de 0,7%, com o dólar comercial sendo vendido a R$ 3,242

Movimento nas bolsas de valoresMovimento nas bolsas de valores - Foto: Daniel Leal-Olivas/AFP

No dia em que a agência de classificação de risco Fitch Ratings rebaixou a nota de crédito da dívida soberana do Brasil, a moeda norte-americana caiu e a bolsa de valores voltou a bater recorde. O índice Ibovespa encerrou esta sexta-feira (23) com alta de 0,7%, aos 87.293 pontos. Essa foi a sétima sessão seguida de alta do indicador.

Leia também:
Dólar fecha acima de R$ 3,30 em novo dia de turbulências no mercado externo
Bolsa volta a bater recorde e dólar fecha no menor valor em três meses
Ibovespa trava pela primeira vez desde 2008


O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 3,242, com recuo de R$ 0,007 (-0,21%). Mesmo com a queda, a divisa fechou a semana com alta de 0,63%.

A Fitch rebaixou a nota do Brasil para três níveis abaixo do grau de investimento, numa garantia de que o país não corre risco de dar calote na dívida pública. Entre outras razões, a agência citou o adiamento da votação da reforma da Previdência como fator que impede a confiança na trajetória da dívida pública.

Por meio de nota, o Ministério da Fazenda informou que o país continua comprometido em avançar com a agenda de reformas para aumentar a produtividade e citou medidas como o teto de gastos, a reforma trabalhista, o programa de recuperação fiscal dos estados e a nova Taxa de Longo Prazo, que corrigirá os novos financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Veja também

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas
Economia

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões
Loteria

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões