Dólar cai e Bolsa de Valores bate recorde após Fitch rebaixar nota do Brasil

O índice Ibovespa encerrou esta sexta-feira (23) com alta de 0,7%, com o dólar comercial sendo vendido a R$ 3,242

Movimento nas bolsas de valoresMovimento nas bolsas de valores - Foto: Daniel Leal-Olivas/AFP

No dia em que a agência de classificação de risco Fitch Ratings rebaixou a nota de crédito da dívida soberana do Brasil, a moeda norte-americana caiu e a bolsa de valores voltou a bater recorde. O índice Ibovespa encerrou esta sexta-feira (23) com alta de 0,7%, aos 87.293 pontos. Essa foi a sétima sessão seguida de alta do indicador.

Leia também:
Dólar fecha acima de R$ 3,30 em novo dia de turbulências no mercado externo
Bolsa volta a bater recorde e dólar fecha no menor valor em três meses
Ibovespa trava pela primeira vez desde 2008


O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 3,242, com recuo de R$ 0,007 (-0,21%). Mesmo com a queda, a divisa fechou a semana com alta de 0,63%.

A Fitch rebaixou a nota do Brasil para três níveis abaixo do grau de investimento, numa garantia de que o país não corre risco de dar calote na dívida pública. Entre outras razões, a agência citou o adiamento da votação da reforma da Previdência como fator que impede a confiança na trajetória da dívida pública.

Por meio de nota, o Ministério da Fazenda informou que o país continua comprometido em avançar com a agenda de reformas para aumentar a produtividade e citou medidas como o teto de gastos, a reforma trabalhista, o programa de recuperação fiscal dos estados e a nova Taxa de Longo Prazo, que corrigirá os novos financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Veja também

Montadoras deixarão de produzir 300 mil veículos este ano Veículos

Montadoras deixarão de produzir 300 mil veículos este ano

WhatsApp libera mensagens temporárias de até 90 dias para todos os usuários; veja como ativar
REDES SOCIAIS

WhatsApp libera mensagens temporárias de até 90 dias para todos os usuários; veja como ativar