Dólar fecha a R$ 3,12, menor valor desde julho de 2015

Depois de subir na última sexta, moeda norte-americana teve forte queda

Dólar fechou sessão em baixaDólar fechou sessão em baixa - Foto: Arte FolhaPE

Depois de subir na sexta-feira (21), a moeda norte-americana teve forte queda e fechou no menor valor em quase 16 meses. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (24) vendido a R$ 3,121, com queda de R$ 0,04 (-1,26%). A cotação está no menor nível de fechamento desde 2 de julho do ano passado (R$ 3,096).

O dólar operou em queda durante toda a sessão. Nos minutos finais de negociação, chegou a ser vendido por R$ 3,12, mas estabilizou-se pouco acima desse valor. A divisa acumula queda de 4% em outubro e de 21% no ano.

Como nas últimas sessões, o Banco Central vendeu hoje US$ 250 milhões em contratos de swap cambial reverso, que equivalem à compra de dólares no mercado futuro. A atuação, no entanto, foi insuficiente para conter a queda da divisa.

A cotação do dólar tem caído nos últimos dias com a proximidade do fim do prazo da regularização de ativos no exterior, também conhecida como repatriação. Até o dia 31, os brasileiros que mantêm legalmente bens e direitos no exterior podem declarar o patrimônio à Receita Federal pagando 15% de Imposto de Renda e 15% de multa, em troca da anistia de crime de evasão de divisas. A medida está provocando a entrada de recursos no país, pressionando para baixo a cotação do dólar.

O dólar também caiu na véspera da votação, em segundo turno, da proposta de emenda à Constituição que limita o crescimento dos gastos públicos (PEC 241). Hoje, a Câmara fez a quinta e última sessão para a contagem do prazo de intervalo entre os dois turnos.

No mercado de ações, o dia também foi de estabilidade. Depois de duas sessões seguidas de alta, o índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou esta segunda-feira com queda de 0,08%, aos 64.055 pontos.

Veja também

Fala de fundadora do Nubank sobre negros mostra incompreensão, dizem especialistas
economia

Fala de fundadora do Nubank sobre negros mostra incompreensão, dizem especialistas

STF inicia julgamento sobre ICMS de gás importado da Bolívia
economia

STF inicia julgamento sobre ICMS de gás importado da Bolívia