Dólar fecha em alta de 1,28%, a R$ 5,81; Ibovespa cai 1,5%

Nesta segunda, a pesquisa Focus indica uma deterioração nas projeções econômicas

DólarDólar - Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A cotação do dólar comercial fechou o pregão desta segunda-feira (11) em alta de 1,28%, a R$ 5,8180, próximo do recorde nominal (sem contar a inflação) alcançado na última quinta (7), de R$ 5,8360.

Investidores aguardam a divulgação da ata do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) na terça (12) para mais detalhes sobre a decisão na semana passada de cortar a Selic para 3% ao ano e sinalizar mais afrouxamento.

Nesta segunda, a pesquisa Focus indica uma deterioração nas projeções econômicas. O mercado voltou a reduzir a expectativa para a taxa básica de juros neste ano para 2,50%, ante taxa de 2,75% esperada antes.

Leia também:
Crise do coronavírus leva 1,5 milhão de brasileiros ao seguro-desemprego
Rogério Marinho pede R$ 8 bilhões em obras e emendas em 2020


Para 2021, a expectativa passou a ser de uma taxa básica de juros de 3,50% no fim do ano, contra 3,75% antes. Em meio às consequências das paralisações e restrições provocadas pelo surto de coronavírus, a pesquisa semanal com uma centena de economistas mostrou que a projeção agora é de que o PIB (Produto Interno Bruto) encolha 4,11% em 2020, de uma queda de 3,76% prevista antes. O prognóstico de recuperação em 2021 permanece sendo de um aumento de 3,20% do PIB.

A expectativa para a alta do IPCA neste ano agora é de 1,76%, 0,21 ponto percentual a menos do que na semana anterior e bem abaixo do piso da meta, de 4%, com tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Para 2021, a projeção do mercado é de uma inflação de 3,25%, contra 3,30% calculado antes. Diante do cenário de juros e inflação mais baixos e aumento na retração econômica, o real foi a moeda que mais perdeu valor na sessão.

Com o juro baixo, investimento estrangeiro, em dólares, sai da renda-fixa brasileira, já que o carry trade -prática de investimento em que o ganho está na diferença do câmbio e do juros- fica menos vantajoso.

No carry trade, o investidor toma dinheiro a uma taxa de juros menor em um país, para aplicá-lo em outro, com outra moeda, onde o juro é maior. Com a Selic 3% e perspectiva que caia mais, a prática perde atratividade, o que contribui com uma fuga de dólares do país, elevando assim sua cotação.

O Ibovespa teve queda de 1,49%, a 79.064 pontos, em linha com desempenho negativo do minério de ferro e petróleo no mercado internacional com o temor de investidores com a possibilidade de uma segunda onda de infecções por coronavírus.

O minério caiu 0,33%, US$ 89,04, e o óleo, cai 2,6%, a US$ 30,17, embora novos cortes de produção pela Arábia Saudita tenham amenizado temores quanto ao excesso de oferta e limitado as perdas. Nesta semana, a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) divulga o relatório mensal de estoques do petróleo.

Nos Estados Unidos, o índice Dow Jones caiu 0,45%. Já o índice S&P 500 reverteu as perdas com o anúncio de reabertura de partes do estado de Nova York, após a queda no número de mortes. Empresas de saúde e tecnologia também impulsionaram o índice, que fechou estável. Já a Bolsa de tecnologia Nasdaq subiu 0,8%.

Veja também

Comitê da Petrobras vê conflito de interesses em dois indicados para conselho da empresa
Estatal

Comitê da Petrobras vê conflito de interesses em dois indicados para conselho da empresa

Bitcoin dispara 98% neste ano e atrai novos investidores
Negócios

Bitcoin dispara 98% neste ano e atrai novos investidores