É possível às empresas fazer caixa na pandemia

Serviços profissionais de consultoria e gestão permitem a recuperação de recursos e desperdícios

Luiz Carlos Belém, da Novameta, empresa com alto percentual de sucesso em recuperação de recursosLuiz Carlos Belém, da Novameta, empresa com alto percentual de sucesso em recuperação de recursos - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Empresas dos mais diversos segmentos estão sendo fortemente afetadas pela pandemia provocada pelo novo coronavírus. Para muitas, a opção é demitir os funcionários para reduzir o custo fixo da folha de pagamento. Porém, existem algumas soluções que podem fazer com que as empresas consigam atrair recursos, aumentando o fluxo de caixa, mesmo em meio a uma pandemia.

Entre essas alternativas para captação de recursos está a realização de alguns serviços. Entre eles estão a recuperação de saldos de depósitos recursais, a desoneração tributária e, ainda, uma conferência sobre o que é cobrado de energia elétrica às empresas. Reduzindo os gastos, e possível direcionar recursos para outros setores da empresa.

Leia também:
Caixa concede R$ 6,3 bi de crédito para microempresas na pandemia
Para destravar crédito a empresas, governo lança programa de empréstimos via fundo do BNDES


Na recuperação de saldos de depósitos recursais, o economista e sócio da Novameta Consultoria e Gestão Luiz Carlos Belém explica que o valor fica disponível para as empresas após um processo trabalhista, onde muitos empreendedores não ficam atento ao valor disponível para ser recuperado e gerar movimentação. “Em um processo trabalhista a empresa vai fazer um depósito recursal e, ao final disso, eles são utilizados para pagamento da causa. Muitas vezes o valor não entra em conta e fica salvo. O dinheiro que existe ali não é do reclamante, mas a empresa não sabe que ficou um saldo na conta. Isso é muito comum, principalmente nos anos 1990 e 2000, quando não se tinha um processo de acompanhamento desses casos”, explicou.

O sócio da Novameta conta que na empresa já foram feitos mais de 200 serviços desse tipo para buscar recursos às empresas, com êxito em mais de 80% dos casos. “Temos um histórico de recuperação de 83,5%, com clientes que não sabem que têm valores. Isso não é problema de gestão, é que antigamente as pessoas não voltavam para ver se tinha saldo, é um problema que era hábito do mercado, e por conta das crises econômicas, as pessoas estão observando isso. Esse produto é uma oportunidade excelente em um momento de crise”, destacou.

Luiz Carlos Belém conta que, por meio de um sistema, é feito todo o trabalho a partir de informações fornecidas pela empresa, averiguando todos os processos envolvidos. “O diferencial é que temos uma ferramenta de pesquisa e triagem, com uma celeridade maior e uma assertividade, mais rápidos e eficientes. É um sistema onde cruzamos informações obtidas. É um trabalho na esfera administrativa, que dá mais segurança para o juiz, mostrando que são informações consistentes, que oferecem segurança jurídica. Vamos na Justiça do Trabalho, mercado financeiro e pesquisamos os últimos 30 anos de cada empresa, para buscar a vida dela toda”, apontou Luiz.

Além desse tipo de solução, existem outras formas, como aponta a administradora de empresas e sócia da Novameta, Patrícia Almeida. Segundo ela a desoneração tributária é uma forma importante para trazer caixa e dar um fôlego para as empresas. “A gente tem como objetivo trazer caixa, viabilizar métodos e deixar o caixa confortável. Trabalho com os tributos, fazendo consultoria na parte tributária. Estudamos as tarifas cobradas, os tributos, tudo que pode fazer a empresa economizar ou recuperar o que já perdeu. É importante que façam isso para ter uma melhor percepção e mais dinheiro para esses momentos mais complicados”, apontou.

Patrícia, coloca ainda os custos de energia elétrica como um ponto de atenção para os empresários. Por meio da energia solar e na revisão da tarifa, as empresas podem economizar dinheiro e direcioná-lo para outro setor. “Estudamos as contas, a mudança de contrato para que assim ele possa ver se consome menos. Migrar para energia solar pode pagar menos, usando apenas o que está gerando, são coisas que dão um fluxo de caixa a curto, médio e longo prazos”, finalizou.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Correios: relator propõe exclusividade de 5 anos para serviços postais e estabilidade de 18 meses
PRIVATIZAÇÃO

Correios: relator propõe exclusividade de 5 anos para serviços postais e estabilidade de 18 meses

Copom acelera ritmo de aperto com alta de 1 ponto na Selic, maior alta em 18 anos
taxa de juros

Copom acelera ritmo de aperto com alta de 1 ponto na Selic, maior alta em 18 anos