Prova da Funape vem aí, por isso vamos treinar com uma questão da FCC
Prova da Funape vem aí, por isso vamos treinar com uma questão da FCCFoto: Arquivo

Olá, queridos leitores, novamente trago uma questão de concordância verbal para que a façamos juntos. É bom que nós nos lembremos de que a regra geral nos manda concordar em número e em pessoa com o seu sujeito. É preciso enfatizar uma coisa: quem é o pivô dessa concordância é o núcleo do sujeito. Ah, é bom lembrar também que o concurso da Funape vem aí... por isso vamos treinar com uma questão da FCC:

1. A respeito da concordância verbal, é correto afirmar:

A) A aquisição de novas obras devem trazer benefícios a todos os frequentadores”, a concordância está correta por se tratar de expressão partitiva.
B) Em “Existe atualmente, no Brasil, cerca de 60 museus”, a concordância está correta, uma vez que o núcleo do sujeito é “cerca”.
C) Na frase “Hão de se garantir as condições necessárias à conservação das obras de arte”, o verbo “haver” deveria estar no singular, uma vez que é impessoal.
D)Em “Acreditam-se que 25% da população frequentem ambientes culturais”, a concordância está correta, uma vez que o núcleo do sujeito do verbo acreditar é ambientes culturais.
E) Na frase “A maioria das pessoas não frequentam o museu”, o verbo en­contra-se no plural por concordar com “pessoas”, ainda que pudesse, no singular, concordar com “maioria”.

A primeira afirmação sobre a oração que está na letra A é um grande absurdo, pois nós temos um caso típico de obrigatoriedade da concordância com o núcleo do sujeito, já que esse núcleo nem é um coletivo nem um numeral percentual, pois, se assim o fosse, poderíamos concordar com o núcleo ou com a especificação do núcleo. A única frase correta seria: A aquisição de novas obras deve trazer...

A letra B, traz uma concordância completamente errada, pois o verbo EXISTIR deve concordar em número e em pessoa com o seu sujeito: Existem atualmente, no Brasil, cerca de 60 museus... é claro que o autor da questão quis confundir-nos com o uso do verbo haver, com ele, a frase estaria perfeita, já que haver no sentido de existir não varia. “Há, atualmente, no Brasil, cerca de 60 museus...

Leia mais:
Mais sobre concordância verbo-nominal
Mais dicas sobre Redação de Correspondências Oficiais
De olho no TJ, teste seus conhecimentos em transposição de vozes verbais


Na letra C, a oração está perfeita, pois o verbo Haver, funcionando como auxiliar, concorda em número e em pessoa com o seu sujeito, pois ele está na sua função própria e não no sentido de “Existir”.

Na letra D, o sujeito do verbo acreditar é oracional, por isso ele tem que ficar no singular: Acredita-se que 25% da população frequentem ambientes culturais...
A explicação da letra E está perfeita já que o núcleo do sujeito é um partitivo especificado e assim podemos concordar com ele ou com sua especificação: A maioria das pessoas não frequentam o museu... ou então A maioria das pessoas não frequenta o museu...

*Professora Fabiana Ferreira é li­cen­cia­da em Língua Portuguesa e Espanhola pela UFPE, especialista em Gramática Normativa e professora de Português do Nuce

comece o dia bem informado: