Diplomacia Econômica

Rainier Michael

ver colunas anteriores
Rainier Michael, Cônsul da Eslovênia
Rainier Michael, Cônsul da EslovêniaFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Gratidão! Muita gratidão! Com estas palavras quero iniciar a coluna de Diplomacia Econômica em seu aniversário de 2 anos no jornal Folha de Pernambuco.

Empresário visionário, Dr. Eduardo Monteiro, junto com sua competente equipe jornalística, tem feito a diferença no cenário atual de notícias, sempre inovando na mídia impressa e nas mídias sociais.

Quando sugerimos e iniciamos esta coluna, tínhamos a visão de difundir um conceito novo nas Relações Internacionais, pois como temos enfatizado nesta coluna ao longo destes dois anos, a Diplomacia Econômica não vislumbra apenas o comércio exterior ou simplesmente as Relações Internacionais.

A Diplomacia Econômica engloba uma visão e preocupação social e o impacto na sociedade. Recentemente, tivemos a honra de sermos convidados a palestrar na comissão de Relações Internacionais da Alepe, com a presença dos deputados, Romero Albuquerque, Joel da Harpa, Aglailson Victor e o Delegado Erick Lessa. Neste dia, havia ainda uma delegação de parlamentares da Paraíba: Pollyana Dutra, Camila Toscano, Tovar e Eduardo Carneiro, criando uma oportunidade única de troca e aprendizado mútuo.

Devemos estar atentos, pois o momento é importante devido aos esforços que se somam ao recém criado Consórcio dos Governadores do Nordeste.

Finalmente, quero agradecer a nossa editora chefe Leusa Santos e ao dileto amigo Dr. José Américo.

Salve Salve a Diplomacia Econômica.

Empresário há 35 anos e presidente do Iperid (primeiro THINK TANK do Nordeste) – Instituto de Pesquisa Estratégica em Relações Internacionais e Diplomacia, Rainier Michael tem ampla experiência em trocas internacionais. O trabalho realizado por ele junto ao consulado esloveno, e designado “Diplomacia Econômica”, interpreta sob uma visão humana o desenvolvimento e o crescimento do Nordeste. Paulista de nascença, Michael se mudou para Pernambuco há dez anos, quando seus negócios no Estado cresceram de forma a tornar indispensável sua presença aqui. Seu comparecimento nos mercados pernambucanos, entretanto, é mais antigo do que isso. Antes de assumir o consulado, já era representante da DBG - Sociedade Brasil-Alemanha no Nordeste. É destacável, também, sua atuação enquanto presidente do Rotary Club Recife Boa Viagem. ([email protected])

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: