As obras no polo de confecções do Agreste vão beneficiar mais de 105 mil pessoas
As obras no polo de confecções do Agreste vão beneficiar mais de 105 mil pessoasFoto: Divulgação

A Acciona Agua, em consórcio com a empresa brasileira GEL, será responsável pela elaboração do projeto, construção e apoio operacional do Sistema de Esgotamento Sanitário de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado. Com valor de contrato de R$ 99 milhões, as obras beneficiarão mais de 105 mil pessoas e, após o desenvolvimento dos projetos, que devem durar de oito a nove meses, a previsão é que construção seja iniciada em seguida.

Licitado pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), o Sistema conta com financiamento do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) e os recursos serão aplicados na construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) projetada para tratar uma vazão de 400 litros por segundo, capacidade com a qual poderá ser atendida futuramente uma população de até 197 mil.

Além disso, o Sistema terá mais de 17,6 km de coletores (que transportam o esgoto até a estação), 1,3 km de linhas de recalque (tubulações que bombeiam o esgoto após o tratamento) e quatro estações elevatórias de esgoto. O contrato ainda contempla o projeto de toda rede coletora e ligações intradomiciliares da cidade.

A ETE também contará com sistema automatizado de controle da estação e supervisão da rede de esgoto e com um laboratório de análise para monitorar a qualidade da água. Tanto a ETE como as estações elevatórias de esgoto, contarão com um sistema de tratamento de odores, segundo o diretor técnico e de Engenharia da Compesa, Rômulo Aurelio Souza.

Com este contrato, a Acciona Agua (empresa espanhola) segue consolidando sua presença em saneamento no Brasil, onde já participou da construção da ETE Arrudas, no Estado de Minas Gerais, e da ETE Alcântara, no Rio de Janeiro.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: