Delegado Bruno Vital, Diretor Integrado do Interior II
Delegado Bruno Vital, Diretor Integrado do Interior IIFoto: Divulgação/PCPE

Uma operação que investiga fraudes em concursos públicos em pelo menos 14 estados do país e do Distrito Federal foi deflagrada na manhã desta segunda-feira (15) pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE). Chamada de Operação Sem Barreiras, a ação cumpriu mandados de busca e apreensão em alguns estados do país. Em Pernambuco, a atuação aconteceu nos municípios de Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Petrolina, Sertão do Estado.

Leia também
Operação policial desarticula bando de assaltantes de bancos e carros-fortes no Sertão
Operação na favela da Mangueira deixa 4 mortos e 3 policiais feridos
Ministério Público investiga concursos públicos em Pernambuco


De acordo com PCPE, a quadrilha está sendo investigada desde 2016 e já movimentou R$ 18 milhões. “Essa quadrilha está sendo investigada há aproximadamente dois anos. Foram vários concursos fraudados. A organização criminosa movimentou aproximadamente R$ 18 milhões e atuava de diversas formas, desde meios tecnológicos até de subornos para conseguir provas e passarem para candidatos”, disse o delegado Bruno Vital, Diretor Integrado do Interior II, em coletiva na tarde desta segunda.

Na operação, foram apreendidos equipamentos eletrônicos que passarão por perícia. “As informações contidas nesses aparelhos serão extraídas e usadas como provas contra a quadrilha”, falou o delegado. Ainda de acordo com a PCPE, um dos envolvidos no esquema de fraude é um policial pernambucano, preso nesta segunda. “Segundo as informações passadas, a pessoa presa no Distrito Federal é pernambucano que exerce a função de policial civil no Distrito”, disse Vital.

comece o dia bem informado: