Filas nos postos continuavam neste domingo (2)
Filas nos postos continuavam neste domingo (2)Foto: Gustavo Gloria/Folha de Pernambuco

secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, anunciou que a partir desta segunda (3) serão feitas blitze, juntamente com o Procon Pernambuco, e as polícias Militar e Civil, nos postos da Região Metropolitana do Recife (RMR) para coibir o aumento abusivo de preços depois de boatos de nova paralisação de caminhoneiros e consequente desabastecimento dos postos. No último sábado (1), após propagação de boatos, filas de formaram em vários postos da RMR. O cronograma de fiscalização vai incluir blitze nas distribuidoras de gás de cozinha.

Leia também:
Boato de greve provoca corrida aos postos de combustíveis no Recife
União dos Caminhoneiros diz fará paralisação depois do feriado
Com paralisação dos caminhoneiros, PIB cresce 0,2% no 2º trimestre; indústria cai 0,6%
Procon-PE divulga regras para abastecimento em postos de gasolina
Procon-PE orienta postos sobre a redução do diesel

Eurico procurou tranquilizar a população e lembrou que existem sanções previstas na legislação para esse tipo de crime. "A divulgação de notícias falsas leva a população a uma situação de intranquilidade e insegurança. Quem pratica esse tipo de delito vai ser incurso nas penas previstas, na lei de contravenção penal e, principalmente, no Código de Defesa do Consumidor, no artigo 76", advertiu.  Os postos que estiverem praticando preços acima do cobrado na última sexta-feira (31) podem ser multados e, dependendo do caso, poderão ser interditados.

O secretário falou também sobre medidas que serão tomadas em relação à rede de combustíveis Petromega, que espalhou "nota informativa" nas redes sociais sobre uma suposta paralisação dos caminhoneiros no Brasil, gerando filas nos postos da Região Metropolitana no Recife (RMR).

O presidente do Sindicombustíveis de Pernambuco, Alfredo Ramos Pinheiro, também na afirmou não acreditar que haverá uma nova paralisação. “O Governo aumentou o valor do diesel na sexta-feira, algo em torno de R$ 0,25 a R$ 0,30. Mas, isso não é ganho e sim repasse dos custos. Outra questão é em relação ao pleito do movimento dos caminhoneiros em relação à tabela de frete. O Governo Federal já sinalizou que irá ajustar essa tabela”, afirmou.

Ou seja, esses indicativos, segundo Pinheiro, mostram que não há motivos para a paralisação. A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abican) terá uma reunião, no próximo dia 12 de setembro, com o ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Eliseu Padilha, para tratar das pautas de reivindicações da categoria. “Não acreditamos que haverá uma nova paralisação. Esse movimento de ir aos postos sem necessidade de abastecimento só trará tumulto. Pedimos a todos que tenham tranquilidade”, reforçou o presidente do Sindicombustíveis.

Apesar de desmentida a informação sobre a paralisação, filas de carros se formavam num posto da avenida Norte. Marcelo Teixeira, pintor, explicou porque resolveu tentar encher seu tanque neste domingo (02). "Vim abastecer para me prevenir, na última greve fui bastante prejudicado, pois preciso da moto para trabalhar. Como ninguém sabe no que vai dar, corri para o posto". Já o advogado Marcelo Mota, cobrou mais atuação dos órgãos de fiscalização. "O Procon deveria ser mais atuante, desde ontem os preços estão abusivos. Aqui está a R$ 4,19 e já esta a R$ 4,40. Vim abastecer porque sou autônomo e preciso do carro para trabalhar, bateu aquela insegurança por conta da última paralisação. Então isso muda toda sua dinâmica", contou.

O aposentado Josué Gomes era outro que estava a procura de gasolina, mesmo imaginando que a paralisação era um alarme falso. "Vim de Beberibe para cá porque lá passei por seis postos e todos estão lotados. Preciso viajar amanhã e tenho que abastecer. Mas eu acredito que essa paralisação é boato mesmo", afirmou.

Inquérito
A Polícia Civil de Pernambuco divulgou que abrirá inquérito policial para investigar "a real intenção de uma rede de postos de combustíveis ao divulgar, através de rede social, uma possível paralisação em Pernambuco". "A PCPE também irá apurar se houve algum crime praticado contra economia popular, como a prática de preços abusivos, pelos postos de combustíveis de todo o Estado, quando a população formou filas para o abastecimento. A Delegacia do Consumidor irá coordenar as ações", continua a nota da Civil.

Suape
O Complexo Industrial Portuário de Suape informou que as atividades no Porto estão normalizadas. Segundo o presidente Carlos Vilar, a circulação de caminhões está "fluindo de forma tranquila e não existe qualquer sinal de paralisação ou tumulto". A situação está sendo monitorada pelas equipes de segurança da administração portuária para que as medidas cabíveis possam ser tomadas a qualquer momento e a segurança seja garantida no porto, segundo nota divulgada.

Filas nos postos continuavam neste domingo (2)
Filas nos postos continuavam neste domingo (2)Foto: Gustavo Gloria/Folha de Pernambuco
Fila de carros num posto de gasolina da avenida Norte
Fila de carros num posto de gasolina da avenida NorteFoto: Gustavo Glória/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: