Rio São Francisco
Rio São FranciscoFoto: Divulgação/Ministério da Integração Nacional

O ano de 2019 deve apresentar uma melhora na situação dos recursos hídricos das regiões da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. Mesmo que não seja uma recuperação ideal, este ano deve ser menos crítico comparado aos últimos cinco anos. As chuvas do fim do ano passado proporcionaram um aumento na capacidade dos reservatórios de Sobradinho (Bahia) e de Três Marias (Minas Gerais).

Em evento realizado em Brasília na última sexta-feira, o Comitê Hidrográfico da Bacia do São Francisco (CBHSF) destacou que esse resultado traz benefícios para a região. “Melhora a navegação, que ficou bastante reduzida nos últimos anos e também melhora a qualidade da água”, destacou o presidente do CBHSF, Anivaldo Miranda.

Leia também

Sobradinho se recupera da estiagem
Chesf inicia estudo com plataformas solares no lago de Sobradinho

Atualmente, o volume útil de Sobradinho está em torno de 50% e o de Três Marias em cerca de 80%. “Ainda não será um ano de recuperação total, mas será favorável em relação aos últimos cinco anos”, comentou Miranda. As chuvas concentradas nos meses de novembro e dezembro do ano passado foram capazes de aumentar essa capacidade.

“Devido a isso, conseguimos liberar a vazão dos reservatórios de Sobradinho e Xingó para 800 metros cúbicos por segundo (m3/s). Antes estavam em 550 m3/s. A vazão mínima ideal seria de 1.300 m3/s, mas desde 2013 vinha sendo diminuída por causa da situação hidrológica”, comentou o vice-presidente do Comitê, Maciel Oliveira, ao informar que ainda está indefinida a data em que a vazão voltará para 1.300 m3/s porque tudo ainda depende da situação das chuvas.

Velho Chico

No evento que aconteceu em Brasília, foi lançado, em sua 6ª edição, o projeto intitulado “Eu viro carranca para defender o Velho Chico”. O evento fortalece o dia 3 de junho como dia em defesa do Rio São Francisco para que os setores saibam a importância dos recursos hídricos. “Pelo levantamento do Comitê, para uma revitalização completa do São Francisco precisaríamos de R$ 31 milhões até 2025. Seriam aplicados em obras, como recuperação de nascentes e de áreas degradadas”, comentou Oliveira.

Até o momento, já foram aplicados R$ 42,3 milhões em obras de recuperação hidroambiental. Entre 2012 e 2019, foram concluídos 58 projetos para a revitalização do São Francisco. E estão sendo licitados atualmente 16 projetos.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: