Rio São Francisco
Rio São FranciscoFoto: Arquivo

O Sistema de Abastecimento de Água (SAA) de Custódia, que corresponde ao Sistema Adutor do Eixo Leste para o município de Custódia vai receber um investimento de R$ 31 milhões para ampliação e melhoria do abastecimento no município.

A obra foi proposta pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), que conseguiu junto com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) um financiamento para execução com recursos são oriundos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Segundo o diretor técnico de engenharia da Compesa, Rômulo Aurélio Souza, a obra vai trazer para o município de Custódia uma segurança hídrica. “A obra é uma estação elevatória que tem como principal ponto o aumento da capacidade de litros por segundo, que agora é de 82, fazendo com que mais água chegue à zona urbana da cidade, gerando mais segurança hídrica”, disse.

Rômulo destaca ainda que com essa obra, Custódia receberá água da Barragem de Marreca e também do Rio São Francisco, o que fará com que o sistema de rodízio chegue ao fim. “Hoje Custódia recebe água de marreca, e não garante a segurança, e com isso a gente permite a eliminação do rodízio e promete segurança hídrica, porque será utilizada agua do São Francisco, é um complemento da oferta de marrecas que não tem regularidade”, destacou.

A Compesa conseguiu o financiamento com o MDR, que selecionou 41 projetos para acesso a financiamentos destinados a obras e estudos em saneamento ambiental, e vai beneficiar além de Custódia, municípios do Ceará, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará e São Paulo.

As contratações para execução dos projetos junto aos agentes financeiros podem ser feitas em até 180 dias após a publicação da Portaria de seleção no DOU. Os que propuseram as obras devem prover uma contrapartida mínima de 5% do valor de investimento solicitado.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: