Jeep
JeepFoto: Divulgação

Planta mais moderna do grupo FCA, o Polo Automotivo Jeep, localizado no município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife (RMR) alcançou metas importantes para a sustentabilidade do empreendimento e para o cuidado com o meio ambiente. Os números atuais apontam reduções de energia e reuso de água. Em dois anos, de 2016 para 2018, a Jeep conseguiu reduzir em 45% a energia para se produzir um carro. Em relação à água, a empresa consegue, atualmente, reutilizar 99,5% da água.

De acordo com Danubia Lima, analista de manufatura da Jeep, foi possível reduzir o uso de energia com algumas práticas e instalações. “Grande parte do polo é abastecido por iluminação natural, ou seja, placas que deixam a abertura para o sol. Além disso, foram instalados módulos fotovoltaicos que geram energia para a área externa do centro de comunicação, por exemplo”, explicou Danubia. São 36 módulos com potência de 12 quilowatt-pico (kWp), que geram 24 mil quilowatt (kW) ao ano.

No setor da funilaria, a fábrica reduziu em 2500 megawatts (MW) ao ano a energia gerada, e diminuiu em 236 toneladas a emissão de dióxido de carbono ao ano. “Antes, a gente gastava energia tendo que resfriar a água em alguns processos na funilaria. Mas percebemos que não era preciso resfriar essa água”, disse a coordenadora de produção da Jeep, Adalgisa Oliveira.

Uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) trata 3 mil metros cúbicos (m3) de efluentes por dia. “Quase não utilizamos a água potável, da rede pública, na produção da Jeep. Conseguimos reutilizar 99,5% da água para que ela retorne à produção, e com isso são economizados por mês R$ 271 mil com a não captação da água da rede pública”, informou Natalia Andrade, analista de processo da Jeep.

A redução de resíduos também é pensada pelo polo automotivo. Atualmente, a planta está com aterro zero, ou seja, todos os resíduos são reciclados ou utilizados para ajudar na geração de energia, a exemplo de papelão, plástico e madeira.

“Nosso objetivo é cada vez mais criar uma fábrica com eficiência automotiva em um local com sustentabilidade”, registrou o plant manager do polo, Pierluigi Astorino, ao complementar que o trabalho de sustentabilidade é desenvolvido juntamente com os mais de três mil funcionários do polo de Jeep.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: