Até o momento, oito patrocinadores já fecharam com o Galo
Até o momento, oito patrocinadores já fecharam com o GaloFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Conhecido mundialmente como um dos maiores blocos de Carnaval do mundo, o Galo da Madrugada arrasta milhões de pessoas pelas ruas do Recife no sábado de Zé Pereira. Para viabilizar o desfile e todos os eventos ligados ao Galo, são necessários investimentos vindos da iniciativa privada. Até o momento, oito patrocinadores já fecharam contratos com o bloco. Pelo segundo ano consecutivo, a Jeep vai realizar essa parceria com o Galo. De acordo com a Jeep, o investimento no ciclo carnavalesco é um dos mais expressivos feitos pela empresa em relação a eventos culturais em Pernambuco.

Leia também:
Jeep investe em sustentabilidade
Mais moderna e sustentável, Jeep investe em tecnologia em Goiana


De acordo com o diretor de Comunicação e Sustentabilidade da FCA (da marca Jeep), Fernão Silveira, o investimento no Carnaval é para fomentar a cultura pernambucana. “Não temos retorno financeiro, fazemos porque entendemos que nosso papel é trabalhar projetos de cultura e tradição em Pernambuco. O retorno que temos é de visibilidade da marca, de promover o bem-estar da comunidade”, disse Silveira.

Isso porque a Jeep não investe apenas no Galo. A empresa está inserida no conjunto cultural da região onde está instalada, que é no município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Então, promove oficinas de estandartes, além de resgatar tradições culturais de oito municípios próximos a Goiana.

Em relação ao Galo da Madrugada, o diretor do bloco informou que a presença desses patrocínios é essencial para fazer o evento acontecer. “Ainda estamos em fase de captação de patrocinadores. Já fizemos a estratégia em conjunto com a Jeep e outras empresas. Todo o desfile do bloco e os eventos relacionados, como Forrozão do Galo e as escolas de música que nós trabalhamos em comunidades carentes, são mantidas pelo que é captado no Carnaval”, disse o diretor de marketing do Galo, Guilherme Menezes.

Indústria
O Polo Automotivo da Jeep, em Goiana, vai completar cinco anos em abril. A empresa vai atingir, em março, 800 mil veículos produzidos ao longo desses cinco anos, registrado como um nível grande de maturidade para a fábrica. A partir deste novo ciclo, a Jeep anunciou, no ano passado, o investimento de R$ 7,5 bilhões no seu Polo de Goiana. Inclusive, a montadora já informou que um quarto carro será produzido na fábrica pernambucana, ainda sem muitos detalhes. Atualmente, o Polo de Goiana produz a Fiat Toro, o Jeep Compass e o Jeep Renegade.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: