Folha Finanças
Folha FinançasFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é a professora de economia da UNIFG e consultora financeira, Rita Pedrosa. Mande sua pergunta também também para o e-mail [email protected] ou para o WhatsApp (81) 9479-6141.


Qual a melhor forma de investir para quem não tem como guardar dinheiro? - João Alencar

É possível sim investir sem guardar parte do seu salário. Mas isso trata-se de uma estratégia utilizada por investidores profissionais, no qual utiliza-se de capital de terceiros para investir. Este capital é ancorado a contratos de empréstimo ou financiamento, com prazos e taxas previamente definidos, assim pode utilizar o na compra de ações de empresas que tem expectativas de crescimentos. Aconselho para investidores iniciantes guardar um pouco de dinheiro no mês, pois você pode investir com menos de R$100,00 no Tesouro Direto e no Certificado de Depósito Bancário, por exemplo.


Tenho R$ 35 mil para investir. É melhor dar entrada em um apartamento ou morar de aluguel e investir esse dinheiro? - Ana Couto

Você precisa levar em consideração o valor do apartamento com intenção de compra, pois dando essa entrada, o valor restante financiado faz toda diferença na análise, bem como, os juros+TR o prazo do financiamento e se o imóvel será na planta ou não. Se você comprar um imóvel de R$ 440 mil, por exemplo, com juros de 10%+TR, sua parcela média ficará em torno de R$ 2,4. Se você pagar um aluguel de R$ 1,3 mil e investir o valor a uma taxa média de mercado atualmente, você poderia em menos de 17 anos chegar ao valor de comprar o apartamento.


Se a minha poupança não estiver rendendo como o esperado, qual tipo de investimento eu procuro para substituir esse sem correr riscos? - Juliana Dias

Primeiramente todo investimento corre riscos, e de fato, o rendimento da poupança é muito baixo ao de mercado. Como investimento de baixo risco, sugiro investimento em renda fixa, em duas modalidades: prefixado e pós fixado, cuja rentabilidade o investidor tem maior clareza de quanto poderá receber no final, ou até mesmo já saber o retorno na data da aplicação do mesmo.

comece o dia bem informado: