Folha Finanças
Folha FinançasFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Neste espaço, você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é a economista e professora da UniFG Rita de Cássia. Mande sua pergunta também para [email protected]r ou para o WhatsApp (81) 9479-6141.

Este seria um bom momento para investir na Bolsa de Valores, pensando na recuperação do mercado? (Antônio Carlos)

Olá, Antônio, seria um bom momento para investir na Bolsa de Valores sim, devido a queda nos preços das ações, além disso a economia é cíclica, logo, os altos e baixos do mercado fazem parte do sistema capitalista. Porém é preciso ter muita cautela, pois a recuperação do mercado pode ser que dure bem mais do que se imagina, a forte queda dos preços das ações levou a Bolsa brasileira a interromper os negócios pela terceira vez seguida em uma mesma semana, algo incomum no mercado de capitais do nosso país. O cenário está muito incerto, existe mais risco do mercado piorar do que melhorar, você deve analisar muito bem sua decisão, porque antes do mercado se recuperar os preços das ações podem continuar a caírem bastante, não sabemos se já chegamos no fim, o coronavírus está se proliferando cada vez mais, veja o caso do Brasil recentemente, as empresas entrando em dificuldades e trabalhando em capacidade ociosa, as ações vão despencar ainda mais. O risco de quem entrar na bolsa agora é muito alto, enquanto a recuperação da bolsa e da economia poderá ser só longo prazo. Os fundos cambiais de instituições bancárias também seriam uma opção, a ideia é investir em fundos mais baratos de aplicações em dólar e/ou até mesmo em ouro. Fica a dica!

Esta é uma boa hora para investir no Tesouro Nacional? (Natália Diniz)

Os títulos do tesouro direto são títulos da dívida pública de um país, são investimento mais seguros, pois qualquer calote implica perda de credibilidade do governo, o que seria ruim para atração e manutenção dos investidores. Quanto aos investidores, eles estavam reclamando muito da baixa rentabilidade de títulos do Tesouro Direto, já que eles acabam refletindo a diminuição da taxa de juros no curto prazo e a expectativa de que o Brasil entrou em um patamar de juros mais baixos vivenciados na história do país. Contudo, esse mês de março, dado a incerta e crise econômica mundial, tivemos uma alta nas taxas dos títulos vendidos pelo Tesouro, ou seja, a taxa de retorno dos títulos públicos foi revisada para cima, maior alta para 2020, sendo uma boa hora para investir se comparado com outras modalidades de investimentos/retornos no momento, os fundos cambiais de instituições bancárias também seriam uma opção. Porém, no caso dos títulos públicos, a escolha do melhor título do Tesouro Direto fará toda diferença para uma melhor tomada de decisão, dado o seu perfil de investidor, assim, você precisar alinhar seu planejamento financeiro com o montante que será investido, bem como, o prazo de cada tipo de título (Tesouro Selic, os Prefixados, IPCA). Desse modo, se a crise atual se agravar, os indexados à inflação são boa alternativa, porque com o câmbio subindo do que jeito que vai, a gente pode começar a se preocupar com uma ligeira inflação e querer se proteger contra ela.

Tive alguns prejuízos com investimentos devido ao coronavírus, mas ainda tenho uma reserva de R$ 65 mil. Qual melhor forma de investir esse valor atualmente? (José Alves)  

José, o momento para se investir tem que ser com muita cautela, o cenário está muito incerto, existe mais risco do mercado piorar do que melhorar, você deve analisar muito bem sua decisão, porque não sabemos se já chegamos no fim, ou se estamos apenas no começo da crise do coronavírus. Porém, mesmo no momento turbulento que o mercado financeiro atravessa, alguns fundos ligados aos setores bancários tiveram ganhos em meios a crise mundial do coronavírus. Os fundos cambiais dos bancos: Santander, BB, Votorantim, Itaú etc, a ideia é investir em fundos mais baratos de aplicações em dólar e/ou até mesmo em ouro.

comece o dia bem informado: