Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergético
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergéticoFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Buscando aprofundar os debates, ouvir lideranças e alargar o conhecimento sobre os desafios do setor energético, o Fórum Nordeste chega a mais uma edição em 2019. Importante evento do setor produtivo bioenergético, a 11ª edição busca descentralizar a discussão e lançar um olhar sobre as energias limpas.

O ciclo de palestras e debates, realizado pelo Grupo EQM, será realizado nesta segunda-feira (16), no Arcádia Paço Alfândega, no Bairro do Recife, área central da capital pernambucana. O Fórum terá o patrocínio da Celpe, BNB e Copergás. O apoio será do Tereos, Marsh, Governo de Pernambuco, Prefeitura do Recife, Koblitz e a recém-formada Associação de Produtores de Açúcar, Etanol e Bioenergia.

Leia também:
Desafios do setor sucroenergético no foco da discussão do Fórum Nordeste
Tecnologia é aliada da agropecuária

O Fórum trará palestras para discutir o futuro do setor sucroenergético. Representantes da iniciativa privada e pública, especialistas e autoridades dos bioenergéticos e de combustíveis participarão. Além dos especialistas do setor, o Fórum Nordeste recebe também a presença de políticos, como o senador Fernando Bezerra Coelho, o governador Paulo Câmara, o prefeito do Recife Geraldo Julio, e o presidente do Sindaçúcar-PE Renato Cunha.

O presidente do Grupo EQM, Eduardo Monteiro fez um discurso de abertura saudando todos os convidados, e a importância do evento em um período que marca o início da Safra. "Eu sou saudoso das representações que estão aqui, agradeço a presença dos políticos do estado e de fora, pessoas que jamais nos faltaram na promoção desse Fórum. É um assunto importante que temos sempre que promover, é um orgulho vermos as empresas em ação, moendo e gerando emprego", destacou EQM.

Governador Paulo Câmara participa do Fórum Nordeste 2019

Governador Paulo Câmara participa do Fórum Nordeste 2019 - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O governador Paulo Câmara destacou que o Estado já está começando a retomar com vigor o ciclo de investimentos. "Sei da necessidade de trabalhar e planejar com a agenda do futuro"', disse, ressaltando que os investimentos em energias limpas e desenvolvimento sustentável fazem parte das prioridades do Estado.

Câmara ainda citou a importância do Fórum, e que o uso das energias limpas é um fator a ser considerado por todos os governos. "São assuntos importantes, assuntos estratégicos. O Brasil assumiu metas audaciosas ao assinar o Acordo de Paris. Estamos comprometidos em mudar a agenda do futuro, é notório que estamos passando por tempos difíceis, estamos trabalhando para atender todos os segmentos. Investir em energias limpas pode ser um fator para incentivar uma garantia de qualidade de vida, emprego, renda. É no Nordeste que temos as melhores condições, e estamos buscando meios para que a região tenha um desempenho ainda melhor. Investir no biocombustível pode representar bom desempenho em um setor fundamental que gera muito emprego e renda, que tem um impacto positivo", disse.

Diretor-geral da ANP, Décio Oddone

Diretor-geral da ANP, Décio Oddone - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Ministrada pelo diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e biocombustíveis, Décio Oddone, a primeira palestra do Fórum Nordeste 2019 apresenta desafios do setor de petróleo e gás do Brasil e o reposicionamento da Petrobras, além de ações de política energética e regulação.

Décio destacou o papel do Renovabio, e a atuação do governo federal para buscar a abertura de novos comércios no exterior. O diretor da ANP reforçou também o cenário atual do abastecimento de combustíveis, destacando o recente ataque a um centro de indústria petrolífera da Arábia Saudita, no Oriente Médio, e que traz impactos no preço da gasolina nas bombas de combustíveis devido à forma que o Brasil trata o ICMS.

Hélvio Guerra fala sobre ações do governo no setor do petróleo

Hélvio Guerra fala sobre ações do governo no setor do petróleo - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O Secretário-Adjunto de Planejamento e Desenvolvimento do Ministério de Minas e Energia, Hélvio Guerra, realiza a segunda palestra do dia, falando sobre o planejamento do setor Elétrico para a próxima década no Brasil. Hélvio traçou um panorama atual do segmento no País, apontando as características, a composição e a evolução da capacidade instalada.

O palestrante ainda destacou que no dia 10 dezembro o Governo Federal irá lançar um novo Plano Nacional de Energia, estimulando a utilização de outros tipos de energia. Além disso, Hélvio apresentou números do setor de energia, e apontou que o Brasil também importa energia a partir da Usina de Itaipu.

Gerente de Assuntos Governamentais Luiz Paulo Heimpel fala sobre investimentos em irrigação e incrementos na produtividade

Gerente de Assuntos Governamentais Luiz Paulo Heimpel fala sobre investimentos em irrigação e incrementos na produtividade - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Apresentada pelo Gerente de Assuntos Governamentais e Gerente Comercial Nordeste da Netafim Amanco, Luiz Paulo Heimpel, a terceira palestra do Fórum Nordeste 2019 abordou pontos sobre os investimentos em irrigação e as melhorias na produtividade da cana-de-açúcar. Luiz, apresentou em sua palestra a eficiência de métodos utilizados para um sistema de irrigação, fazendo com que a safra da cana tenha um bom desempenho. O gerente apresentou sistemas como o de Gotejamento, que traz uma melhor irrigação, e destacou a questão climática como um impacto negativo para a produtividade e eficiência da cultura.

 

Fórum NE: Visão estratégica do setor de açúcar e etanol. Palestrante: Plínio Nastari

Consultor da Datagro e membro do Conselho Nacional de Política Energética, Plínio Nastari - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

 

O consultor da Datagro e membro do Conselho Nacional de Política Energética, Plínio Nastari, deu início a palestra sobre as estratégias para o setor de açúcar e o renovabio. Entre os pontos destacados por Plínio, está o modelo de desenvolvimento do setor agrícola no Brasil e no mundo. Além disso, o consultor trouxe números mostrando que, somente em 2018, foram produzidos 5,35 bilhões de litros de Biodiesel. 

 

Perspectivas para o mercado de Bioqav. Palestrante: Donizete Tokarski (Diretor superintendente da Ubrabio).

Donizete Tokarski, diretor Superintendente da Ubrabio - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

 

Donizete Tokarski, diretor Superintendente da Ubrabio, ressaltou as perspectivas para o mercado de Bioquerosene no Brasil. O diretor ressaltou sobre o benefício no uso do bioquerosene nas aeronaves. “As empresas áreas terão obrigação de usar o biocombustível como uma forma mais limpa de combustível”, detalha Tokarski. Além disto, Takarsi destacou a transição energética como opção à sociedade e Governos. 

Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergético
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergéticoFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergético
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergéticoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergético
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergéticoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergético
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergéticoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergético
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergéticoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergético
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergéticoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergético
Fórum Nordeste 2019 debate setor sucroenergéticoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: