Presidente CRC-PE, José Campos; presidente da Abracicon, Maria Clara Bulgarim; e presidente da CFC, Zulmir Breda
Presidente CRC-PE, José Campos; presidente da Abracicon, Maria Clara Bulgarim; e presidente da CFC, Zulmir BredaFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

A solenidade de abertura da 12ª edição do Encontro Nacional da Mulher Contabilista aconteceu na noite desta quarta-feira (11), no Enotel, em Porto de Galinhas. O evento contou com cerca de 1,6 mil presentes para debater sobre o cenário e a importância da mulher contabilista no Brasil. Hoje, em Pernambuco, são cerca de 16 mil profissionais da área contábil, sendo 43% mulheres.

Com o lema "Empreendedorismo, Inovação e Sensibilidade: conduzindo revoluções", o evento contou com a presença de empresários, profissionais, estudantes, autoridades governamentais, para debater sobre temas complexos e da atualidade do mundo contábil. Temas como compliance e governança, cultura inclusiva e os desafios da Ciência Contábil frente à inovação tecnológica, entre outros, deram tom ao evento.

De acordo com a presidente da Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon), Maria Clara Bulgarim o evento tem como objetivo fortalecer e motivar a mulher a refletir sobre seu papel na profissão e na sociedade. “Quero registrar que o encontro nos surpreendeu de forma positiva. Pela qualidade técnica, público lotado e profissionais fiéis que entendem a importância do evento”, destaca.

Leia também:
Conselho de Contabilidade em novo local
Moradores de Porto de Galinhas realizam evento de conscientização da praia
Meia Maratona de Ipojuca movimenta Porto de Galinhas

Desde os primeiros movimentos organizados, constatou-se, a partir desses encontros, uma evolução permanente das mais de 220 mil mulheres contabilistas brasileiras, as quais passaram a assumir, qualitativamente, seu merecido espaço no mundo contábil. Para o presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Pernambuco, José Campos, o evento é uma realização pessoal. “Pernambuco nunca trouxe um evento deste porte e isso é uma representatividade muito grande para o Estado, frente ao cenário nacional”, detalha.

O conselheiro do Conselho Regional de Contabilidade de Pernambuco, José Eraldo, explica que em alguns estados no Brasil, o quantitativo de mulheres já ultrapassa de 50%. “O objetivo deste encontro é reverenciar as mulheres e congregar toda a classe contábil em nível nacional”, ressalta.

O evento aconteceu pela primeira vez em Pernambuco e segue até esta sexta-feira com uma programação diversificada, como atrações artísticas, talk shows e uma programação técnica. Durante os três dias de encontro, nomes como Martha Gabriel (Autora de best sellers, como “Marketing na Era Digital”), Camila Farani (Shark Tank Brasil) devem participar.

Esta edição do Encontro Nacional da Mulher Contabilista é uma realização do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e do Conselho Regional de Contabilidade de Pernambuco (CRCPE), e conta ainda com a organização da Academia Pernambucana de Ciências Contábeis (Apecicon) e com o apoio do CRCPE Mulher em Foco e do Sistema CFC/CRCs.

O I Encontro Nacional da Mulher Contabilista, que ocorreu, no ano de 1991, na cidade do Rio de Janeiro, junto com a 43ª Convenção dos Contabilistas do Estado do Rio de Janeiro, foi o marco para que milhares de mulheres contabilistas pudessem levar adiante o objetivo de promover o aprimoramento técnico-cultural, por meio de ações de incentivo a uma maior participação das contabilistas na vida social e política do País.

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: