Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdência
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdênciaFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

Um ato contra a Reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) é realizado na tarde desta sexta-feira (22), na Praça do Derby, área central do Recife. Centrais sindicais, professores, servidores públicos e partidos políticos se reúnem para mostrar força com o objetivo de barrar a reforma, que está na comissão especial. Diversos representantes estão discursando sobre a medida nos trios elétricos e depois, por volta das 17h, todos saíram em caminhada.

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Paulo Rocha, a reforma proposta é um prejuízo sem tamanho para classe trabalhadora. “É extremamente dolorosa uma reforma assim. Já mostramos que de 34 países que fizeram uma reforma desse nível, 18 deles já desfizeram. Ela é inconstitucional, e muitos pontos serão tratados em lei complementar, como é o caso da capitalização. Como vamos saber quais essas propostas depois?”, questionou Rocha.

Leia também: 
Nunca vou deixar de defender a reforma, diz Maia sobre Previdência
Maia diz que prisões não afetam Previdência


Para o diretor do Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco (Sindifisco-PE), Antônio de Pádua, a reforma retira direitos sociais. “O servidor público é prejudicado plenamente. Se essa reforma passar, vamos demorar mais a nos aposentar”, defendeu Pádua.

Na último dia 14, a comissão especial para verificar o texto da Reforma da Previdência foi criada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e o presidente definido para comissão foi o senador Otto Alencar (PSD-BA).

Para a vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos (PCdoB-PE), a Reforma da Previdência foi o compromisso principal do Governo Federal eleito com os que financiaram sua campanha.

“Essa reforma significa a liquidação da previdência pública. O que se quer é privatizar a previdência e instalar o sistema de capitalização”, disse Luciana, ao complementar que vai ter luta e resistência da sociedade. “Percebemos que há contradição na própria base deles, há muito choque entre eles e nós vamos navegar positivamente nessas contradições”, complementou.

A caminhada começou por volta das 17h e está se dirigindo à Avenida Conde da Boa Vista. A CTTU está organizando o trânsito. No momento, está fechada a via da Conde da Boa Vista, do Derby para o centro.

Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdência
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdênciaFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdência
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdênciaFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdência
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdênciaFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdência
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdênciaFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdência
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdênciaFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdência
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdênciaFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdência
Protesto na praça do Derby, contra a reforma da previdênciaFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: