Acordo do Porto Digital com Ruta N
Acordo do Porto Digital com Ruta NFoto: divulgação

Criar negócios no exterior está mais fácil para as empresas do Porto Digital. É que o parque de tecnologia pernambucano firmou um memorando de entendimento com o principal ecossistema de inovação da Colômbia, o Ruta N. Entre os termos do acordo, está a facilitação do intercâmbio de negócios e investimentos entre os dois ecossistemas. Analista de inovação e novos negócios do Porto Digital, Jéssica Leite explicou que que há muitas oportunidades para os empreendedores pernambucanos na Colômbia e vice-versa. Isso porque o Ruta N, que fica em Medellín, tem características muito semelhantes às do parque tecnológico pernambucano.

"O Ruta N tem objetivos parecidos aos do Porto Digital porque fomenta empresas de tecnologia e economia criativa, além de soluções para a cidade", disse Jéssica, contando que o Ruta N é reconhecido mundialmente pelas soluções implantadas na área de urbanismo em Medellín, assim como o Porto Digital é reconhecido pelo trabalho de requalificação do Bairro do Recife. "Há uma sinergia forte entre, uma complementariedade que pode dar ótimos resultados em negócios. Por isso, vamos facilitar esses negócios", confirmou o diretor da Procolombia Brasil, Alejandro Peláez, que esteve no Recife, junto com a diretoria do Ruta N, para assinar o acordo. Segundo o memorando, empresas do Porto Digital terão suporte do Ruta N para se instalar em Medellín, da mesma forma que o Porro Digital vai ajudar empreendedores colombianos a virem para o Recife com a orientação e a infraestrutura necessária para a implantação do negócio.

"O memorando busca facilitar a mobilidade dessas empresas. Então, vamos entregar por três meses um espaço gratuito para as empresas do Recife que queiram ir para Medellín, seja para pesquisas ou avaliações comerciais. E também podemos facilitar a contratação de talentos de forma fácil e barata", detalhou o presidente do Ruta N, Carlos Jaramillo, que já se reuniu com empresas pernambucanas ontem. Segundo o Porto Digital, além de soluções para a cidade, Medellín pode receber softwares para serviços como saúde e educação e produtos de economia criativa como os audiovisuais. Por isso, várias empresas pernambucanas já demonstraram interesse no acordo. Destaque para MV e Avantia. "E a expectativa é que as conversas continuem, para que mais empresas possam ir para a Colômbia e outras possam vir para o Recife", disse Jéssica, lembrando que o Porto tem acordos bilaterais com ecossistemas de inovação da França e do Reino Unido.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: