Toyota lança carro híbrido
Toyota lança carro híbridoFoto: Divulgação

O primeiro carro do mundo equipado com um motor híbrido flex será fabricado no Brasil. A Toyota anunciou na última semana que o novo Corolla brasileiro será equipado com o motor deste tipo, onde o modelo terá o mesmo conjunto mecânico do Prius, mas com a vantagem de ser flex.

O novo Corolla poderá ser abastecido com gasolina ou etanol, além de ter um motor elétrico que permite rodar em trechos urbanos sem a queima de combustível, e deve chegar às concessionárias brasileiras no último trimestre de 2019.

Além de ser comercializado no Brasil, o novo sedã deverá ainda chegar aos mercados latino-americanos, como na Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Peru e Colômbia, onde a Toyota estuda a comercialização a partir do primeiro semestre de 2020.

O maior apelo do novo sedã é o baixo consumo e, por consequência, o menor nível de emissões de poluentes e gás carbônico. De acordo com o teste Folha-Mauá, o Prius Hybrid, que serve de modelo para o Corolla, é capaz de rodar 22,8 quilômetros na cidade com um litro de gasolina, e tem uma potência combinada de 122 cavalos, com um motor 1.8 a gasolina associado ao elétrico.

Leia também:
Intervenção no preço do combustível afasta investimentos, diz especialista

Além de ter a versão híbrida, o sedã médio terá também uma opção com o novo motor 2.0 flex da Toyota, onde a potência deverá se aproximar de 180 cv. Ainda não existe uma previsão de preços para a nova geração, mas hoje, o Corolla custa entre R$ 80 mil e R$ 119 mil.

O anúncio foi feito em um evento no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo, e contou com a presença do governador de São Paulo, João Dória, do presidente da Toyota do Brasil, Rafael Chang, e de outros integrantes do governo e da montadora.

A montadora realizou estudos envolvendo a tecnologia híbrida flex da Toyota que foram anunciadas em março do ano passado, e no final do ano, em dezembro a fabricante confirmou a produção. A atuação da marca nesse segmento sustentável esta alinhada com o Programa Rota 2030, que tem entre os seus objetivos estimular a produção de automóveis mais eficientes.

O novo Corolla será montado sobre a plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture, ou a Nova Arquitetura Global da Toyota, traduzindo para o português). A mesma plataforma já equipa veículos como o Prius, C-HR, e o Camry. Além da referência que o Corolla já carrega, o modelo deverá ter um aumento na qualidade, conforto, dirigibilidade e estabilidade, além de ter novos equipamentos de acordo com a montadora.

De acordo com o presidente da Toyota no Brasil, Rafael Chang, o novo Corolla deve ser visto com um novo olhar de um carro moderno, e o lançamento do modelo no Brasil é um marco para a montadora. “Com essa nova geração, queremos que ele seja reconhecido também como símbolo de modernidade e, acima de tudo, como uma nova forma de mobilidade. Somos entusiastas de motores eletrificados e precursores da disseminação em massa dessa tecnologia. Agora, estamos mais uma vez fazendo história, trazendo a propulsão híbrida flex para um dos maiores ícones da indústria automotiva”, disse.

Um dos fatores que pesaram para que o sedã médio fosse lançado nesse formato, foi o lançamento da versão híbrida do modelo na Europa, com a mesma plataforma e o mesmo conjunto mecânico do Prius. O modelo europeu do Corolla serviu de inspiração para a nova geração brasileira do sedã, que foi produzida na fábrica da Toyota de Indaiatuba, em São Paulo. A planta da montadora foi modernizada, e recebeu um investimento de R$ 1 bilhão no ano passado, no mesmo ano em que a Toyota confirmou o desenvolvimento e a produção local do híbrido flex.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: