Salários

Em dez anos, policiais federais tiveram reajuste acima da inflação

No mesmo período, na média, o funcionalismo teve perda de 5%, enquanto trabalhadores da iniciativa privada perderam 2%

Policiais federaisPoliciais federais - Foto: Arquivo/Agência Brasil

A pretensão do presidente Jair Bolsonaro de usar uma reserva de quase R$ 2 bilhões no Orçamento para reajustar apenas os salários da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e do Departamento Penitenciário não foi bem recebida por outros grupos de servidores públicos federais.

Nos últimos dez anos, os integrantes dessas três categorias tiveram ganhos salariais reais. Descontada a inflação do período, tiveram avanço no poder de compra de 7%.

Entre 2012 e 2021, só militares e professores conseguiram manter os salários protegidos da inflação, com ganho de 12% em termos reais.
 

No mesmo período, na média, o funcionalismo teve perda de 5%, enquanto trabalhadores da iniciativa privada perderam 2%. No Judiciário, a defasagem é de 11%. Os cálculos são parte de um levantamento do Centro de Liderança Pública (CLP) feito a pedido do GLOBO.

Apesar da insatisfação de outras categorias de servidores federais,  Bolsonaro continua pressionando a equipe econômica a conceder aumento aos policiais. Se for adiante com o plano de privilegiar agentes de segurança,o presidente aumentará a disparidade de remuneração no funcionalismo.

Para entender os motivos que estão levando o presidente a privilegiar o reajuste apenas para forças policiais e a reação de outras categorias, que já organizam protestos para esta semana e cogitam até paralisações, leia a reportagem exclusiva para assinantes do GLOBO.

Veja também

Com investimento de R$ 455 milhões, PE terá dois novos complexos eólicos que devem gerar 590 vagas
Energia renovável

Com investimento de R$ 455 milhões, PE terá dois novos complexos eólicos

Epic Games libera Borderlands 3 de graça, por tempo limitado
GAMES

Epic Games libera Borderlands 3 de graça, por tempo limitado