Em nova briga na previdência privada, Santander reduz taxa de administração

A taxa mínima, oferecida a clientes mais endinheirados, será de 0,5% ao ano também para planos de previdência de renda fixa

Santander em OlindaSantander em Olinda - Foto: Arquivo/Folha de Pernambuco

Com a queda da taxa básica de juros e num esforço de elevar participação de mercado, o Santander anunciou que a taxa máxima de administração de fundos de previdência privada do banco será de 1%, voltada a clientes que aportam R$ 30. Antes o banco cobrava 2% sobre fundos com aportes mínimos de R$ 30.

Segundo o banco, atualmente 84% dos fundos do mercado de previdência são de renda fixa e 35% cobram taxa média de 1,80%. "Tem cliente pagando 3%. Em 30 anos, a diferença chega a 42%", afirma Gilberto Abreu, diretor de investimentos do Santander. A taxa mínima, oferecida a clientes mais endinheirados, será de 0,5% ao ano também para planos de previdência de renda fixa.

Fundos de previdência tradicionalmente têm taxas de administração elevada, mas a queda da taxa Selic tem elevado o peso desse custo, minando a rentabilidade.

Leia também:
Santander terá portabilidade de maquininhas
Lucro do Santander cresce 22% e vai a R$ 3,5 bilhões

Mesmo com queda na Selic, poupança continua mais vantajosa que fundos de renda fixa

A Selic está atualmente em 6% e a expectativa do mercado é que ela termine o ano em 5% e se mantenha em patamar baixo por um período mais longo. O juro real da economia (acima da inflação) entre 2,5% e 3%.

Há um ano, os bancos aboliram a cobrança da taxa de carregamento, que dava ao banco uma parte do valor de aportes e resgates dos investidores.

Com isso esperavam elevar o número de portabilidades de planos de previdência no mercado, mas os números não chegaram a mostrar reação expressiva.

O banco também vai lançar fundos mais complexos e arriscados, voltados a clientes que almejam rentabilidades maiores. Como são fundos de previdência com perfil multimercados, a taxa efetiva deve ser de 1,10% a 1,80%.

Abreu destaca dados da Fenaprevi (entidade do setor) que apontam a estabilidade do número de pessoas que aplicam em planos de previdência ao redor de 13 milhões.

Veja também

BB formaliza parceria com suíço UBS para banco de investimentos

BB formaliza parceria com suíço UBS para banco de investimentos

Experience Club expande operação para o Nordeste
Lideranças

Experience Club expande operação para o Nordeste