Empresa cria o Uber logístico

Motoristas recebem os produtos que chegam na empresa e levam até o cliente

 

Um novo conceito em logística começa a ganhar mercado. A empresa B2Log criou um sistema de entrega de produtos semelhante ao Uber e trabalha com a meta de movimentar R$ 6 milhões este ano. Em 2016, o faturamento foi de R$ 2,2 milhões. A ideia é lançar o serviço no Nordeste no segundo semestre.

A empresa começou a operar em São Paulo em novembro de 2013, quando Juca Oliveira, fundador da B2log, percebeu problemas logísticos na entrega de produtos. “As encomendas demoravam muito a chegar. Demoravam três a quatro dias, quando na verdade as empresas podiam entregar os pedidos no mes­mo dia”, conta.

O serviço segue o conceito operacional do Uber. Os interessados baixam o aplicativo e se cadastram. A partir daí, motoristas credenciados fazem a entrega. Os tipos de veículos usados são: motocicletas, automóveis e vans. “Os motoristas recebem os produtos que chegam na empresa e levam até o cliente. A redução de custo chega a 30%”, diz Oliveira. O valor da operação para empresas é R$ 8, em média, por viagem contratada. “Os valores são fixos. Se uma empresa fecha o contrato com 200 entregas é um valor. Para as que contratam 500 já é outro custo”, comentou.

As empresas que mais usam o serviço são de vestuário, material esportivo e produtos eletrônicos. “A ideia de entrega rápida e eficiente cada vez mais mais ganha espaço. O cliente já não quer passar dias esperando a roupa, game ou tênis chegar em casa. E com esse novo conceito, todo mundo ganha. O cliente que recebe logo seu produto, as empresas que fazem a entrega em questões de horas e os motoristas, com a nova ren­da”, diz Oliveira.

 

Veja também

Caixa paga, neste sábado (24), auxílio emergencial a nascidos em julho
Auxílio emergencial

Caixa paga, neste sábado (24), auxílio emergencial a nascidos em julho

Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado (24)
Loterias

Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado (24)