Empresários querem manutenção das reformas trabalhista e da previdência

Grupo que representa mais de 250 mil empregos defende que não é possível que o mercado de trabalho ainda seja regido por regras de 1940

Reunião do LIDE PernambucoReunião do LIDE Pernambuco - Foto: Mandy Oliver/ Folha de Pernambuco

O Lide  Pernambuco, grupo que reúne empresários do Estado, decidiu se posicionar sobre o atual momento político do País. Nesta segunda-feira (5), em coletiva de Imprensa, o grupo que representa mais de 250 mil empregos saiu em defesa da manutenção das agendas de reformas trabalhista e da Previdência propostas pelo Governo Federal. "Independente dos atores políticos, o Lide defende o respeito à Constituição", avaliou o presidente do Lide, Drayton Nejaim. "As reformas são necessárias porque não é possível que o mercado de trabalho ainda seja regido por regras de 1940", acrescentou.

O presidente grupo Petribu, Jorge Petribu, disse estar decepcionado com a política. "É preciso uma limpeza ética no País", avaliou. O presidente da Excelsior Seguros e conselheiro do Lide, Múcio Novaes, defendeu a aprovação das reformas da Previdência e trabalhista como "molas propulsoras para a retomada do ritmo de contratações". "É preciso modernizar as relações. Defendemos a aprovação das reformas ainda neste semestre, para que os empresários tenha previsibilidade e podendo retomar seu papel de investidores".

Veja também

Senar-PE e Faculdade CNA oferecem cursos de graduação a distância
Graduação

Senar-PE e Faculdade CNA oferecem cursos de graduação a distância

Venda de livros pela internet cresce 44% em 2020
Economia

Venda de livros pela internet cresce 44% em 2020