Economia

Empresas devem comunicar ao mercado conteúdos que serão abordados em lives, diz CVM

Em ofício emitido na última quarta-feira (26), a autarquia detalha os procedimentos a serem feitos tendo em vista que informações relevantes foram divulgadas em transmissõe

Teclado de computadorTeclado de computador - Foto: Pixabay

Com a popularização das transmissões ao vivo envolvendo executivos de companhias abertas, a CVM ( Comissão de Valores Mobiliários), que regula o mercado, tornou obrigatória a divulgação ao mercado de todo o conteúdo relevante a ser abordado antes ou simultaneamente ao início das lives.

Em ofício emitido na última quarta-feira (26), a autarquia detalha os procedimentos a serem feitos tendo em vista que informações relevantes foram divulgadas em transmissões. Por lei, toda divulgação de conteúdos sensíveis aos acionistas deve ser informado ao mercado por meio de fato relevante, sob risco de penalização.

O mesmo vale para as lives, que, por vezes, influenciam movimentos do mercado de acordo com declarações dadas por executivos. Caso a transmissão saia do roteiro e novas perguntas e assuntos sejam abordados, a companhia terá que incluí-las no material divulgado, conforme instruído anteriormente em ofício de fevereiro.

Eventuais apresentações também deverão ser enviadas à CVM e comunicadas ao mercado. "Se não for possível divulgar com antecedência o conteúdo da apresentação, por impossibilidade de se obter tais informações junto aos organizadores, ou por conta de um formato livre de apresentação, recomendamos que o evento aconteça fora do horário de pregão, preferencialmente após o fechamento do mercado, para que a equipe de RI [relações com investidores] tenha tempo de preparar o material que deverá ser divulgado após o fim do evento", diz Fernando Soares Vieira, superintendente de relações com empresas da CVM.

Todas as participações de executivos das empresas terão que ser informadas com antecedência ao mercado, informando data, horário e endereço na internet.

Veja também

Com pandemia, Receita registra em 2020 menor arrecadação em dez anos
Arrecadação

Com pandemia, Receita registra em 2020 menor arrecadação em dez anos

BNDES aprova financiamento de R$ 450 milhões para exportação de aviões
Economia

BNDES aprova financiamento de R$ 450 milhões para exportação de aviões