Endividamento e inadimplência do consumidor têm alta em agosto

O percentual de famílias com dívidas (não necessariamente em atraso) chegou a 64,8% em agosto

DívidaDívida - Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A parcela de famílias endividadas e inadimplentes (com dívidas em atraso) aumentou em agosto deste ano, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic). O estudo foi divulgado nesta terça-feira (13) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O percentual de famílias com dívidas (não necessariamente em atraso) chegou a 64,8% em agosto, acima dos 64,1% de julho deste ano e dos 60,7% de agosto do ano passado. Já os inadimplentes chegaram a 24,3%, taxa superior aos 23,9% de julho e aos 23,8% de agosto do ano passado.

Por outro lado, o percentual de famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso diminuiu para 9,5% em agosto. Em julho deste ano, eram 9,6% e, em agosto de 2018, eram 9,8%.

Leia também:
Quase 10 milhões de pessoas usarão dinheiro do FGTS para pagar dívidas
Caixa inicia pagamento de FGTS; saiba como sacar
Horário é ampliado para saque do FGTS

Segundo o presidente da CNC, José Roberto Tadros, mesmo com o aumento do endividamento e da inadimplência, as famílias brasileiras se mostraram mais otimistas em relação à sua capacidade de pagamento. “A redução do comprometimento de renda na comparação mensal e a perspectiva de renda extra com os recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS/Pasep ajudam a explicar esse resultado”.

Entre as famílias com contas ou dívidas em atraso, o tempo médio de atraso diminuiu, nas comparações mensal e anual, de 64,4 dias, em agosto de 2018, e de 64 dias em julho para 63,2 dias em agosto deste ano. Também foi reduzido o tempo médio de comprometimento com as dívidas, de 7,1 meses em agosto de 2018 e 7 meses em julho deste ano para 6,9 meses em agosto deste ano.

Veja também

União Europeia quer que Mercosul assine compromisso com metas ambientais
economia

União Europeia quer que Mercosul assine compromisso com metas ambientais

Embaixador do Brasil nos EUA diz que decisão sobre 5G só sairá ano que vem
economia

Embaixador do Brasil nos EUA diz que decisão sobre 5G só sairá ano que vem