Tecnologia e construção

Engenheiros e arquitetos recorrem à digitalização para escalar negócios

Por semana, Minha Casa Financiada, primeira plataforma online a conectar construtores a pessoas físicas, capta mais de 3 mil clientes para esses profissionais. Média de renda dos clientes B2B da proptech chega a R$ 50 mil

Diego Carielo, sócio e cofundador da MCF.Diego Carielo, sócio e cofundador da MCF. - Foto: Divulgação

Engenheiros, arquitetos e outros profissionais do ramo da construção e da decoração viram seus trabalhos dobrarem, ou até triplicarem, com as pessoas mais propensas a reformarem, ou mesmo repensarem o local onde moram ao longo da pandemia do coronavírus. Dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) revelam que, entre janeiro e setembro deste ano, as vendas no mercado imobiliário aumentaram 22,5% em relação ao mesmo recorte de 2020 e, no acumulado de 12 meses, os lançamentos de unidades residenciais cresceram 23% comparado ao período anterior.

Essa demanda aquecida tem impulsionado o surgimento de startups que resolvem os mais diversos problemas de um mercado extremamente burocrático. De acordo com o Mapa das Construtechs e Proptechs 2021, desenvolvido pela Terracotta Ventures, havia 839 startups ativas nesses segmentos no Brasil no final de 2020 - um avanço de 235% nos últimos cinco anos.

Fundada em janeiro de 2020, a proptech Minha Casa Financiada (MCF) é um exemplo. Dedicada a conectar pessoas que precisam de engenheiros e arquitetos para construção de suas casas, a startup já viabilizou até hoje mais de R$ 1,6 bilhão em obras financiadas. Se de um lado as pessoas conseguem, a partir de uma plataforma online, simular com precisão os custos de uma casa, incluindo número de quartos, banheiros e espaços de lazer como piscina e churrasqueira, de outro, mais de 3.000 engenheiros e arquitetos treinados pela MCF captam esses leads qualificados, transformando sonhos em realidade.

A plataforma que Vinicius Motta, Diego Carielo e Filippe Holzer desenvolveram, portanto, possui uma versão B2C e outra B2B. Semanalmente, a Minha Casa Financiada captura mais de 3.000 clientes para os construtores. “Todos eles são filtrados, com renda comprovada, verificamos os possíveis apontamentos no CPF e disponibilizamos os melhores clientes para eles”, explica Diego, sócio e cofundador da MCF.

A jornada pode ocorrer totalmente online, incluindo o processo de financiamento que grande parte dos engenheiros e arquitetos diz ser muito complicado. “Por meio de uma inteligência artificial que desenvolvemos, esses profissionais realizam desde a triagem do cliente até a aprovação de crédito, assinatura de contrato e pedidos de medição”, completa Vinicius, também sócio e cofundador da MCF.

Segundo os fundadores, todo o sistema é integrado à Caixa Econômica Federal, onde mais de 40% dos financiamentos da modalidade aquisição e construção em terreno próprio são feitos pela Minha Casa Financiada. Além das modalidades de Construção Financiada, a empresa atua com reforma e ampliação de casas e apartamentos financiados, uma modalidade de financiamento que vem crescendo exponencialmente nos grandes centros urbanos.

Veja também

Lagoa Grande agora é oficialmente a Capital Pernambucana da Uva e do Vinho
HOMENAGEM

Lagoa Grande agora é oficialmente a Capital Pernambucana da Uva e do Vinho

Mega-Sena acumula novamente e prêmio vai a R$ 72 milhões
Sorteio

Mega-Sena acumula novamente e prêmio vai a R$ 72 milhões

Newsletter