RÚSSIA

Espanha apreende mais três megaiates que seriam de bilionários russos

A medida foi adotada ao longo desta semana e as autoridades do país tentam verificar a quem pertencem os barcos

Megaiate crescenteMegaiate crescente - Foto: Reprodução / Youtube

A Direção Geral da Marinha Mercante da Espanha anuciou, ao longo desta semana, a apreensão de três megaiates que poderiam pertencer a bilionários russos. As autoridades do país tentam verificar a quem pertenceriam os barcos. 

Nesta quarta-feira (16), a marinha mercante anunciou que o iate "Crescente", que tem bandeiras das ilhas Cayman e se encontra no porto de Tarragona, não poderá levantar âncora até que se verifique a identidade de seus donos. A embarcação tem 135 metros de comprimento e 21 de largura.

Outro megaiate apreendido é o "Valérie", de 85 metros de comprimento e 13,8 metros de largura. De acordo com o jornal El País, o barco pertenceria a Serguéi Chemezov, diretor da Rostec, empresa russa ligada a indústria de defesa. O navio estaria à venda, através de uma empresa chamada Dynamiq Sales & Charter, por € 120 milhões.

Outra embarcação de luxo apreendida foi o "Lady Anastasia", de 48 metros, que estava atracado no Porto Adriano, na illha de Maiorca. Suspeita-se que o barco pertenceria a  Alexander Mijeev, diretor da Rosoboronexport, estatal russa ligada ao comércio de armas.

No final de fevereiro, um dos marinheiros que trabalhava no Lady Anastasia foi preso, após uma tentativa de afundar o barco de luxo. O homem tinha nacionalidade ucraniana e disse que tinha como objetivo se vingar do chefe, devido aos seus contratos de venda de armas e material bélico ao governo russo.

Veja também

Huawei lança transformação industrial digital e inteligente e série de produtos emblemáticos
Huawei

Huawei lança transformação industrial digital e inteligente e série de produtos emblemáticos

WhatsApp libera pesquisa de mensagens por data; saiba como realizar a busca
REDES SOCIAIS

WhatsApp libera pesquisa de mensagens por data; saiba como realizar a busca