Pernambuco

Está aberta a 22ª Fenearte no Centro de Convenções de Pernambuco

Um dos maiores eventos do setor no país vai segue até o dia 17 de julho

22ª edição da Fenearte, no Centro de Convenções22ª edição da Fenearte, no Centro de Convenções - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Está aberta a 22ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), um dos maiores eventos do setor no país, que acontece até o dia 17 de julho no Centro de Convenções de Pernambuco, no limite entre Olinda e Recife. 

Nesta quarta-feira (6), o público começou a conhecer o trabalho de cerca de cinco mil expositores, que estão distribuídos em 700 espaços. A Fenearte este ano está homenageando os 30 anos do Movimento Manguebeat.

A expectativa é de que a movimentação financeira seja superior aos anos anteriores, podendo alcançar um valor entre R$ 35 milhões e R$ 40 milhões.

“A expectativa de negócio é entre R$ 35 milhões e R$ 40 milhões das vendas totais da feira e das encomendas que os artesãos recebem para fornecer depois, além das rodadas de negócio que o Sebrae organiza com compradores de todo país para compras de entregas futuras. É um valor acima do esperado dos outros anos, a gente sempre movimenta em torno de R$ 30, R$ 32, R$ 33 milhões. A gente quer ter o patamar acima de R$ 35 milhões como meta”, registrou Roberto Abreu e Lima, presidente da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (Adepe), órgão do Governo de Pernambuco, que investiu R$ 7 milhões para a realização da Fenearte.

Para este ano, são esperados mais de 200 mil visitantes. “O espaço é o máximo que temos para ocupar dentro do Centro de Convenções, e a expectativa é que esse ano a gente consiga ainda bater os anos anteriores com mais de 200 mil pessoas”, completou Roberto Abreu e Lima. Este ano serão criados 2,5 mil postos de trabalho temporário.

Espaços da 22ª FenearteEspaços da 22ª Fenearte. Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Na abertura da feira, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, prestigiou as exposições, também com a presença da vice-governadora, Luciana Santos. “A gente está muito contente de realizar, foram dois anos sem feira. No ano passado, fizemos uma em dezembro, mas o bom mesmo é fazer na data certa, como estamos fazendo este ano”, comentou o governador. 

O prefeito do Recife, João Campos, enalteceu a Fenearte. “Sempre é muito importante para toda a economia criativa de todo o estado. É uma grande referência no Brasil inteiro, reúne vários estados, artesãos que aqui podem expor”, disse Campos. Esteve presente também para acompanhar a abertura da feira o presidente do Grupo EQM, Eduardo de Queiroz Monteiro.

A empresária Lenilda Alves, 67 anos, não perde a feira nenhum ano. “Não perco de forma alguma, para mim tem sido uma felicidade. A feira está muito bonita e é preciso valorizar os produtos dos artesãos”, contou a visitante.

Empresária Lenilda Alves, visitante da FenearteEmpresária Lenilda Alves, visitante da Fenearte. Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Os ingressos para entrada na Fenearte são custam, de segunda a quinta, R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia); e sexta, sábado e domingo: R$ 12 (inteira) R$ 6 (meia). O horário de funcionamento é das 14h às 22h, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 22h nos fins de semana.

Veja também

Painel revela que Recife é a capital com maior rapidez para se abrir uma empresa
Empreendedorismo

Painel revela que Recife é a capital com maior rapidez para se abrir uma empresa

Loja de varejo inaugura duas lojas em Pernambuco
Comércio

Loja de varejo inaugura duas lojas em Pernambuco