Estado pede recursos para Cecon

A reforma está avaliada em R$ 2,5 milhões e o projeto executivo, em R$ 200 mil

Equipamento é importante para o turismo de negóciosEquipamento é importante para o turismo de negócios - Foto: Jedson Nobre/Arquivo Folha

 

O presidente da Empetur, Adailton Feitosa, esteve em Brasília, ontem, para tratar da liberação de recursos para o projeto da reforma do piso do pavilhão de feiras do Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon). Com o ministro do Turismo, Marx Beltrão, o gestor falou sobre a urgência da requalificação do equipamento, que é o mais importante para o turismo de negócios do Estado.
A reforma está avaliada em R$ 2,5 milhões e o projeto executivo, em R$ 200 mil. As obras de ampliação e requalificação do são um pleito antigo do trade turístico. Desde 2012, o Governo do Estado mantém planos de melhorar a estrutura do espaço, mas o projeto vem sendo adiado pela escassez de recursos.

A administração pública também tentou viabilizar uma Parceria Público-Privada para gerir o espaço, porém, até o momento não conseguiu atrair interessados. Desde o ano passado, a secretaria de Turismo, Esportes e Lazer anunciou que estava realizando tentando uma parceria com a iniciativa privada para viabilizar melhoramentos, entre eles reforma dos banheiros, dos pórticos de entrada, paisagismo, entre outros. O orçamento é de R$ 1 milhão.
Inaugurado na década de 70, a modernização do Ce­con é importante para ajudar a incrementar o turismo de negócios, pois o espaço é utilizado para a realização de feiras e grandes eventos. “Outras ações pontuais de manutenção também estão previstas para o equipamento. O Governo de Pernambuco está empenhado em abrir as portas do Estado para novos negócios”, comentou o presidente da Empetur, Adailton Feitosa.

 

Veja também

Carrefour encerra negociações de fusão com canadense, diz agência
Negócios

Carrefour encerra negociações de fusão com canadense, diz agência

Dólar sobe para R$ 5,30, mas acumula queda na semana
Cotação

Dólar sobe para R$ 5,30, mas acumula queda na semana