Economia

Estados arrecadaram 2,14% a mais em 2020, diz ministério

Ajuda a estados mais que cobriu perdas com pandemia

Moeda realMoeda real - Foto: Agência Brasil

A arrecadação dos estados cresceu 2,14% em termos nominais (sem considerar a inflação) em 2020, informou nesta segunda (25) o Ministério da Economia. O levantamento considera receitas líquidas com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Segundo o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, a arrecadação começou a se recuperar em julho, depois de chegar ao “fundo do poço” no mês anterior. “A arrecadação dos entes subnacionais apresentou recuperação em 2020”, declarou.

Rodrigues disse que o levantamento é parcial e nove estados ainda não entregaram os dados de dezembro. Mesmo assim, o secretário afirmou que os resultados são seguros e que representam 70% da arrecadação total dos entes locais no ano passado.

O secretário explicou que a ajuda de R$ 60,2 bilhões para os estados concedida no ano passado foi mais que suficiente para cobrir as perdas de arrecadação dos governos locais com a pandemia de Covid-19.

De acordo com Rodrigues, foram repassados 15,7% a mais do que os estados perderam em receitas, principalmente em repasses do Fundo de Participação dos Estados.

Veja também

BC queima US$ 2 bi para conter alta do dólar após aumento de tributo de banco
Economia

BC queima US$ 2 bi para conter alta do dólar após aumento de tributo de banco

Guedes admite 'efeito ruim' da ação de Bolsonaro na Petrobras, mas diz que tem que respeitar
Economia

Guedes admite 'efeito ruim' da ação de Bolsonaro na Petrobras, mas diz que tem que respeitar