EUA suspendem imposição de sobretaxas de aço ao Brasil

Lighthizer afirmou ainda que também estarão isentos das sobretaxas a União Europeia, a Austrália, a Argentina e a Coreia do Sul

Responsável pelo Comércio Exterior dos Estados Unidos, Robert LighthizerResponsável pelo Comércio Exterior dos Estados Unidos, Robert Lighthizer - Foto: REUTERS/Edgard Garrido

O representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, afirmou nesta quinta (22), durante depoimento no Comitê de Finanças do Senado norte-americano, que as tarifas sobre aço e alumínio anunciadas pelo governo dos EUA no início do mês não serão aplicadas ao Brasil enquanto o país estiver negociando.

Lighthizer afirmou ainda que também estarão isentos das sobretaxas a União Europeia, a Austrália, a Argentina e a Coreia do Sul. No dia 8 de março, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump já havia anunciado a isenção dos seus vizinhos e parceiros no bloco econômico da América do Norte, o Nafta, Canadá e México.

Leia também: 
EUA suspendem sobretaxas de aço e alumínio do Brasil para negociar
EUA anunciam medidas antidumping contra produtos de aço de vários países

No dia 1 de março, Trump anunciou que iria impor tarifas de importação de 25% para aço e de 10% para alumínio. As tarifas começam a valer a partir desta sexta (23).

Veja também

Pix começa a funcionar no dia 3 de novembro para clientes selecionados
Bancos

Pix começa a funcionar no dia 3 de novembro para clientes selecionados

Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz
Economia

Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz