Economia

Facebook é alvo de processo por violar dados no caso Cambridge Analytica

Com dados dos usuários da rede social, a Cambridge conseguiu montar perfis de eleitores a serem bombardeados com mensagens políticas dentro da plataforma

FacebookFacebook - Foto: AFP

O procurador-geral do Distrito de Colúmbia, Karl Racine, entrou com uma ação nesta quarta (19) contra o Facebook por ter permitido que a consultoria política Cambridge Analytica tivesse acesso a dados pessoais de milhões de usuários da rede social sem autorização deles.

Com dados dos usuários da rede social, a Cambridge conseguiu montar perfis de eleitores a serem bombardeados com mensagens políticas dentro da plataforma. A decisão é o maior passo dado até agora por autoridades dos EUA no sentido de punir a empresa por seu envolvimento com a consultoria. O Facebook está sujeito a multas ainda mais pesadas e a outras punições enquanto prosseguem as investigações em níveis federal e estadual.

Leia também:
Facebook anuncia vazamento de fotos que afetou até 6,8 milhões de usuários
Parlamentares britânicos acusam Facebook de dar acesso a dados de usuários


O processo é o mais recente problema a atingir o Facebook, que tem recebido fortes críticas pela forma como gerencia as informações pessoais de quem usa a rede.
Na última sexta (14), a empresa admitiu que algumas fotos de usuários podem ter sido acessadas de forma imprópria por outros aplicativos.

Veja também

Brasil aposta em fertilizantes naturais para reduzir dependência russa
Setor Agrícola

Brasil aposta em fertilizantes naturais para reduzir dependência russa

Petrobras: decreto de Bolsonaro que travou sucessão foi editado após confusão com Adriano Pires
Brasil

Petrobras: decreto de Bolsonaro que travou sucessão foi editado após confusão com Adriano Pires