Falta de dragagem afeta o Porto do Recife

Contudo, para um melhor desempenho do terminal, o presidente Carlos Vilar quer destravar os processos de dragagem, que dependem da autorização do Governo Federal

A última dragagem de manutenção no porto foi feita em 2012A última dragagem de manutenção no porto foi feita em 2012 - Foto: Anderson stevens

 

Em busca de novos negócios, o Porto do Recife também participa da Intermodal South America, em São Paulo. A expectativa é aproveitar os dias do evento para mostrar o potencial, além de estreitar relacionamento com armadores, agentes e operadores portuários, executivos e empresários do ramo logístico.

Contudo, para um melhor desempenho do terminal, o presidente Carlos Vilar quer destravar os processos de dragagem, que dependem da autorização do Governo Federal. Sem a dragagem de manutenção, o porto perde desempenho. “Atualmente, navios que poderiam carregar até 50 mil toneladas de açúcar deixam o Estado com 30 mil toneladas e seguem para completar o carregamento em outros estados nordestinos”, explicou Vilar.

“A dragagem de manutenção é prioridade absoluta para nós. Vamos readequar o projeto que está no Ministério dos Transportes, reduzindo o seu escopo e também o seu orçamento para tentar dar seguimento à questão”, explicou Vilar.

Atualmente, os processos de dragagem dos portos públicos são de responsabilidade da União, mas o atraso na autorização desses procedimentos tem prejudicado terminais de todo o País. 

No Recife, a situação é crítica, pois o assoreamento causado pela vazão dos rios Capibaribe e Beberibe é grande e a última dragagem de manutenção foi feita em 2012.
Além dessa intervenção de manutenção, o porto recifense ainda pleiteia a dragagem de aprofundamento dos cais 7 ao 10, abarcando o cais de atracação em frente ao Terminal Marítimo de Passageiros.

Por causa do atraso na autorização desse procedimento, os navios de cruzeiro não podem atracar em frente ao terminal, construído como obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Copa do Mundo. Desde a inauguração da estrutura, em 2013, os turistas continuam sendo levados para o local de ônibus.

 

Veja também

Lojas e restaurantes de São Paulo dizem que novas restrições levarão a mais demissão
Restrições

Lojas e restaurantes de São Paulo dizem que novas restrições levarão a mais demissão

Honda suspende produção em Manaus por pandemia e falta de insumos
Negócios

Honda suspende produção em Manaus por pandemia e falta de insumos