Faturamento da indústria cresce 4,5%

Indicadores relativos ao mercado de trabalho, no entanto, continuaram a observar queda

Câmara do RecifeCâmara do Recife - Foto: Divulgação

A indústria brasileira registrou aumento de 4,5% no faturamento real e de 0,7% nas horas trabalhadas em novembro na comparação com outubro. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (13), em Brasília, na pesquisa Indicadores Industriais, da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os dados são dessazonalizados, ou seja, ajustados para o período em que foram coletados.

Os indicadores relativos ao mercado de trabalho, no entanto, continuaram a observar queda. O indicador do emprego recuou 0,3% na comparação com outubro, enquanto a massa salarial real caiu 2,1% e o rendimento médio real, 1,5% para o mesmo período. A utilização da capacidade instalada ficou em 76,6%, apenas 0,1 ponto percentual acima do piso da série histórica.

Para a CNI, os números de novembro não sinalizam recuperação da atividade industrial. A entidade destacou na pesquisa que “a comparação anual dos indicadores continua a mostrar quedas expressivas”.

O faturamento real, por exemplo, recuou 9,9% e as horas trabalhadas caíram 5,5% em novembro de 2016 na comparação com o mesmo mês de 2015.

Veja também

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Loteria

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões

Nova Fiat Toro 2022 chega com mudanças no design, mais tecnologia e motor turbo
Veículos

Nova Fiat Toro 2022 chega com mudanças no design, mais tecnologia e motor turbo