Fazenda vai à caça de débitos

Companhias podem obter condições especiais para renegociar os débitos com o Fisco estadual.

Exposição Internacional "Império Romano: A Exibição"Exposição Internacional "Império Romano: A Exibição" - Foto: Divulgação

 

Visando a possibilidade de recuperar R$ 45 milhões em débitos fiscais atrasados, o secretário estadual da Fazenda, Marcelo Barros, e o procurador-geral do Estado, César Caúla, vão bater na porta de dez empresas de grande porte com filiais em Pernambuco e sedes em São Paulo. O objetivo dos representantes do Estado é apresentar o Programa Especial de Recuperação de Créditos Tributários (Perc), pelo qual as companhias podem obter condições especiais para renegociar os débitos com o Fisco estadual. 
Os nomes das empresas não podem ser divulgados devido ao sigilo fiscal, porém o secretário adiantou que elas representam 30% da meta total do Perc - que é arrecadar até R$ 150 milhões. “Essa rodada em São Paulo é uma forma de esclarecer dúvidas dessas grandes companhias, pois estamos recebendo muitos questionamentos”, esclareceu Marcelo Barros, negando que a iniciativa sinalize para uma atitude desesperada do Governo. A participação do procurador-geral na missão servirá para explicar questões jurídicas, pois parte dessas empresas já está inscrita na dívida ativa.
O programa concede descontos de até 95% nas multas e de até 85% nos juros cobrados sobre a dívida fiscal. As empresas inadimplentes ainda podem optar pelo parcelamento em até 24 meses. As empresas interessadas podem aderir até o dia 30 de novembro nas agências da Receita Estadual, na Procuradoria da Fazenda Estadual ou nas procuradorias regionais da PGE-PE em Caruaru, Petrolina e Arcoverde.

 

Veja também

237 mil trabalhadores com salário reduzido têm atraso em benefício do governo
economia

237 mil trabalhadores com salário reduzido têm atraso em benefício do governo

Agências do INSS não abrem nesta quarta-feira (28)
inss

Agências do INSS não abrem nesta quarta-feira (28)