FCA atua na manutenção de respiradores

Um grupo multidisciplinar foi criado para trabalhar em duas frentes voltadas à oferta dos aparelhos. Técnicos da companhia trabalham no reparo de aparelhos provenientes de três estados

Profissionais atuam de forma voluntária na Jeep, em Goiana Profissionais atuam de forma voluntária na Jeep, em Goiana  - Foto: Divulgação/FCA

A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) criou um grupo multidisciplinar para contribuir com o número ventiladores pulmonares disponíveis no Brasil para auxiliar no combate ao novo coronavírus. O objetivo é fazer com que os equipamentos que não estão funcionando sejam consertados para que eles estejam a disposição do sistema de saúde, além de acelerar a produção desses respiradores. Em Pernambuco, No Polo Automotivo Jeep, a empresa está realizando a manutenção desses aparelhos na planta da fábrica em Goiana.

O papel da montadora será de apoiar a fabricação dos aparelhos por meio de todo o seu conhecimento sobre a tecnologia. Além de realizar a manutenção dos respiradores na planta de Goiana dos equipamentos pernambucanos, a montadora recebe ainda da Paraíba, e tem a mesma ação no Polo Automotivo Fiat, em Betim, Minas Gerais.

Leia também:
Jeep anuncia produção do 4º veículo
Mais moderna e sustentável, Jeep investe em tecnologia em Goiana
Jeep vai mobilizar recursos e estrutura no combate ao coronavírus em Pernambuco


Pernambuco e Paraíba concentram cerca de 275 aparelhos sem operação e que precisam de reparos, enquanto em Minas são aproximadamente 335. Segundo o gerente de Assuntos Regulatórios da FCA, Leonardo Amaral, os respiradores são devolvidos diretamente para o sistema de saúde. “O trabalho ele tem sido não só voltado para Pernambuco, mas para o Nordeste. Parte dos equipamentos vem da Paraíba, temos muito a receber de outros estados que não tem polo de manutenção fixa e estamos em fase tratativas com Sergipe. Se a gente receber via Sistema de Saúde, devolvemos para eles, é uma forma de destinar corretamente os itens”, destacou.

Em Pernambuco cerca de 20 profissionais no total atuam de forma voluntária em todo processo de manutenção dos aparelhos respiratórios. O especialista em manutenção da Jeep, Gabriel Dalmolin, se voluntariou e destaca que contribuir no conserto dos equipamentos torna o trabalho gratificante. “Não hesitei, abrace a causa, a gente fez toda a formação, e depois disso a gente já recebeu os primeiros equipamentos. É o sentimento de que vai fazer algo que vai trazer um retorno, não sabemos pra quem, mas uma pessoa será beneficiada com esse equipamento que está muito tempo sem funcionar.

Além disso, a FCA apoiou uma ação para viabilização de um acordo entre a Magnamed, maior fabricante de ventiladores pulmonares do Brasil e o Ministério da Saúde para a fabricação e entrega de 6,5 mil aparelhos respiratórios até agosto. De acordo com Leonardo Amaral, a experiência do grupo é importante nesse momento. “A gente tem atuado junto a fabricante de modelos de ventiladores, empresas com licença junto a Anvisa. Atuamos com o nosso processo de procedimento de compras, processo fabril, ideias de manufatura, para auxiliar nesse gargalo e auxiliar a produtividade”, contou.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Fiat apresenta versão elétrica de seu principal modelo, o 500e
FMotors

Fiat apresenta versão elétrica de seu principal modelo, o 500e

Governo discute dar aumento no Bolsa Família para quem conseguir emprego
Economia

Governo discute dar aumento no Bolsa Família para quem conseguir emprego