Economia

Feira do Empreendedor abre janela de negócios em Pernambuco

A 12ª Feira do Empreendedor, que vai até sábado, foi iniciada com diversas oportunidades

12ª Feira do Empreendedor12ª Feira do Empreendedor - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Para quem busca uma oportunidade de identificar um perfil empreendedor e se inspirar nas tendências do mercado futuro, nessa quarta-feira (29) foi aberta a 12ª Feira do Empreendedor. No evento gratuito, que acontece até este sábado (1º) no Centro de Convenções de Pernambuco, diversos serviços e atendimentos estão sendo oferecidos para o público. No primeiro dia, muitos visitantes buscaram informações de negócios, através de palestras, cases de sucesso e atendimento de analistas, para que seja possível o investimento em novidades de mercado.

Foi o que aconteceu com um grupo de amigos que procuram abrir um negócio e receberam orientação do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Pernambuco (Sebrae/PE). “Estamos amadurecendo a ideia de abrir uma empresa de cerimonial, mas também trabalhar com produções artísticas. O Sebrae/PE nos orientou a unificar as áreas para ampliar nosso leque de oportunidades. Pretendemos então conhecer mais o mercado e cadastrar como MEI [Microempreendedor Individual]”, explicou um dos jovens, Leonardo Soares, ao complementar que eles pretendem ingressar no mercado o mais rápido possível. Os visitantes também puderam fechar negócios durante a feira, ou até mesmo buscar alternativas para o futuro. Através de mais de 90 expositores, o público pôde conhecer franquias e empresas que oferecem máquinas, equipamentos e serviços.

“Apresentamos facilidade para quem quer abrir um empreendimento por conta própria ou busca um modelo de gestão formatado, como é o caso de franquias. Então, as empresas expositoras estão mostrando embalagens, mobiliários e muito mais para o negócio”, explicou a diretora técnica do Sebrae/PE, Ana Cláudia Dias. A empresa de comercialização de equipamentos para alimentação Kalanga está apresentando seus produtos durante a feira. “Muita gente tem nos procurado para fazer negócios futuros, mas também já estamos vendendo aqui algumas pequenas máquinas. Vendemos forno, máquinas de fazer coxinha e salgadinhos, por exemplo”, disse a gerente, Paula Barreto.

Social
Durante o evento, um dos espaços é dedicado ao empreendedorismo social. Por meio de cases recifenses, como é o exemplo de atividades na Ilha de Deus e na Bomba do Hemetério, os visitantes podem buscar inspirações. “É um negócio que gera impacto social, muda a realidade de comunidades, mas também gera lucro”, explicou Ana Cláudia.

Veja também

Ministro afirma que bioeconomia deve ser prioridade no país
Bioeconomia

Ministro afirma que bioeconomia deve ser prioridade no país

Privatização da Eletrobras pode ocorrer até meados de agosto
Eletrobras

Privatização da Eletrobras pode ocorrer até meados de agosto