Fiepe cria comitê para atrair indústria da defesa

Iniciativa conta com a cooperação do Ministério da Defesa e é a primeira do tipo no Nordeste do Brasil

Raul Henry, Ricardo Essinger e Raul Jungmann criam ComdefesaRaul Henry, Ricardo Essinger e Raul Jungmann criam Comdefesa - Foto: Gustavo Glória / Folha de Pernambuco

A fim de atrair investimentos da área de defesa para o Estado, a Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco instituiu um Comitê Empresarial da Indústria da Defesa (Comdefesa) nesta segunda-feira (29). A iniciativa conta com a cooperação do Ministério da Defesa e é a primeira do tipo no Nordeste do Brasil, segundo o ministro Raul Jungmann.

“Estamos instalando o comitê hoje com a finalidade de inserir a indústria pernambucana na área da defesa, que não quer dizer apenas material de guerra, mas tudo que é preciso para atender o Ministério da Defesa, como vestuário, alimentos, tecnologia da informação”, anunciou o presidente da Fiepe, Ricardo Essinger durante reunião que contou com a presença do ministro Raul Jungmann; do governador em exercício, Raul Henry; e de empresários pernambucanos na sede da Fiepe, no centro do Recife, na manhã desta segunda-feira.

Leia também:
Estado pode se tornar polo da indústria da defesa
Empresa suíça de munição investirá 15 milhões de euros em Pernambuco


Na ocasião, Essinger explicou que o comitê realizará reuniões periódicas para discutir as medidas necessárias para fazer com que as empresas estaduais possam fornecer produtos para o mercado da defesa. Também serão analisadas as possibilidades de atração de novas fábricas do setor para o Estado, como a Ruag, que anunciou a intenção de se instalar em Pernambuco no fim do ano passado. Por isso, o comitê vai contar com representantes de diversos setores da indústria pernambucana, além de membros do Governo do Estado e do Ministério da Defesa.

“Pernambuco está criando as condições para que o polo da indústria da defesa venha para cá”, avaliou o ministro Jungmann, que trabalhou para trazer a Ruag para o Estado e está em negociação com outras empresas estrangeiras de armamentos, como a Caracal, dos Emirados Árabes. Ele frisou ainda que essa indústria representa 4% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Por isso, gera 40 mil empregos diretos no País. “Diversificar nossa indústria é, portanto, muito importante”, concluiu Raul Henry.

Veja também

Polícia Federal deflagra operação para investigar fraudes no INSS
INSS

PF deflagra operação para investigar fraudes no INSS

Nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial do 3º lote
Economia

Nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial do 3º lote