Fim de contrato da luz é questionado

Ação popular será aberta junto ao MPPE para forçar o diálogo entre a Celpe e a Caixa no sentido de retomar o pagamento da conta de luz em lotéricas

Conta de energia elétricaConta de energia elétrica - Foto: Reprodução/Internet

Uma audiência pública foi realizada ontem na Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Pernambuco para tentar um diálogo entre a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e a Caixa Econômica Federal. O encontro tratou sobre o fim do contrato entre as duas empresas, que ocorreu no dia 1° de maio e resultou na suspensão de pagamentos das contas de luz nas casas lotéricas do Estado.

De iniciativa do deputado federal Betinho Gomes, a audiência não contou com a presença da Caixa. Então, para dar continuidade ao processo, o deputado vai entrar com uma ação popular no Ministério Público Estadual e realizar outra audiência na Câmara Federal, em Brasília.

Segundo o deputado, reabrir o diálogo é essencial. “A audiência foi prejudicada com a ausência da Caixa. Isso mostra a dificuldade em retomar negociação”, disse Gomes, ao complementar que, por outro lado, a Celpe não está apresentando “qualidade suficiente” no atendimento aos clientes. “Pontos de pagamento oferecidos pela Celpe não servem boa infraestrutura para os consumidores, alguns não têm filas preferenciais, além de locais que fecham cedo”, disse o deputado. Por isso, Gomes pretende buscar novas medidas.

Leia também:
Conta de luz terá bandeira tarifária mais cara em junho
Celpe quer investir R$ 100 milhões este ano

“Até a próxima semana, devo entrar com uma ação popular no Ministério Público Estadual para pressionar as duas empresas a procurarem um diálogo. E também será realizada outra audiência pública no próximo dia 3 na Comissão de Defesa do Consumidor na Câmara Federal”, destacou.

A Celpe, que participou da audiência, afirmou que as condições impostas pela Caixa inviabilizaram a renovação do convênio. De acordo com a empresa, houve uma elevação de quase 70% no valor da tarifa por fatura arrecadada, o que tornou inviável a continuidade. Questionada sobre a necessidade de ampliação de pontos de atendimento, a companhia disse que está ampliando os locais para receber o pagamento das contas.

“Estamos com o objetivo de fazer entre 100 e 200 novas aberturas de pontos até julho. Hoje, a empresa oferece aproximadamente 1.400 pontos”, destacou a gerente de Relações Institucionais da Celpe, Érica Ferreira. Alguns dos pontos que oferecem pagamentos são Correios, Extra, Pão de Açúcar e Carrefour.

Por sua vez, a Caixa, que não compareceu à audiência,divulgou nota informando ter se esforçado pela manutenção do serviço, mas que a Celpe encerrou o convênio.

Veja também

Senai oferece cursos gratuitos de capacitação profissional
Oportunidade

Senai oferece cursos gratuitos de capacitação profissional

Carros de luxo são destruídos por Receita Federal de Filipinas; o raro McLaren 620R foi um deles
FMOTORS

Carros de luxo são destruídos por Receita Federal de Filipinas; o raro McLaren 620R foi um deles