Folha esclarece dúvidas sobre a Previdência

Todas as quintas-feiras, publicamos na editoria de Economia do jornal e no Portal perguntas e respostas sobre o assunto. Mande também sua pergunta para [email protected] ou para o WhatsApp (81) 9479-6141.

Folha PrevidênciaFolha Previdência - Foto: Arte/Folha de Pernambuco

O advogado Elizeu Leite, especialista em Direito Previdenciário, esclarece as dúvidas dos leitores nesta semana. Mande sua pergunta também para [email protected] ou para o WhatsApp (81) 99479-6141.

Sou servidora pública federal concursada desde abril de 2005 e tenho 66 anos de idade e 28 anos, 6 meses e 24 dias, tendo a data base o dia 07/02/2020, por ter já trabalho no serviço público em cargos comissionados anteriormente. Estarei dentro da regra de transição, por ter menos de 2 anos para me aposentar e, portanto, na regra do pedágio? Se sim, esse seria de 50% ou 100%? E esse tempo, se 100%, seria de quanto? (Musa Morena S. Dias)

R - Musa Morena, no seu caso, como servidora pública, a regra de 50% de pedágio não se aplica. Você terá que contribuir com 100% do tempo que faltava para os 30 anos de contribuição. A idade mínima você já preencheu. Outra regra de transição que você pode se encaixar é a da pontuação (idade + tempo). É necessário realizar os cálculos para saber qual a mais vantajosa.

Em agosto de 2021 farei 60 anos de idade e 27 de contribuição, mas parece que a regra exige que um dos fatores seja 30 anos de trabalho. Se for isso ainda posso me aposentar aos 60 anos por idade ou terei que trabalhar mais? (Terezinha Guedes)

R - Terezinha, pela nova regra vigente, você pode se aposentar aos 62 anos, em 2023. O tempo mínimo de carência você já preencheu (15 anos ou 180 contribuições)

Veja também

Seja sócio de empresas globais e reduza o risco geográfico de seus investimentos
Folha Finanças

Seja sócio de empresas globais e reduza o risco geográfico de seus investimentos

Amazon doará mais de US$ 2,65 milhões para produtoras da América Latina por Covid-19
RECURSO

Amazon doará mais de US$ 2,65 milhões para produtoras da América Latina por Covid-19