[Fotos] Centrais sindicais realizam ato no Centro do Recife

Ato é organizado pela Central Única dos Trabalhadores e acontece na tarde desta segunda-feira

Manifestante picha fachada do INSS na av. Dantas BarretoManifestante picha fachada do INSS na av. Dantas Barreto - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Centrais sindicais realizaram, na tarde desta segunda-feira (19), com concentração no Parque 13 de Maio, na área Central do Recife, o “Dia Nacional de Lutas Contra a Reforma”.

A manifestação, que foi em direção à agência do INSS localizada na av. Dantas Barreto, bairro de Santo Antônio, também no Centro, foi contra a reforma da Previdência e pediu a derrubada da Proposta de Emenda Constitucional que prevê aumento da idade mínima para a aposentadoria. Diante da agência, no início da noite, manifestante pichou a fachada onde se lê o nome INSS e foram fixados cartazes contra prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De lá, o ato se dispersou por volta das 18h30.

O ato foi organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE), Força Sindical, Frente Brasil Popular e Brasil Sem Medo. Professores e outros trabalhadores participaram da manifestação. A todo momento, líderes realizaram discursos sobre os prejuízos que a reforma traz para a população.Segundo a CUT-PE, o ato contou com cerca de 5 mil participantes.

Leia também:
Aprovação da reforma da Previdência é "prioridade número um", diz Meirelles
Eunício determina que todas as PECs parem de tramitar no Senado


Segundo o presidente da CUT-PE, Carlos Veras, a manifestação serviu para chamar a atenção da população para as articulações do presidente Michel Temer para aprovação da reforma.. 

Veja também

CNA projeta safra recorde com avanço de 14% em 2022, mas alerta para alta de custos do agronegócioagronegócio

CNA projeta safra recorde com avanço de 14% em 2022, mas alerta para alta de custos do agronegócio

Justiça condena União em ação contra violação de privacidade cometida por MicrosoftViolação de dados

Justiça condena União em ação contra violação de privacidade cometida por Microsoft