Funcionários dos Correios encerram greve

Categoria retorna às atividades às 22h desta terça

A alta dos combustíveis afetou entrega de encomendasA alta dos combustíveis afetou entrega de encomendas - Foto: Lia de Paula / Agência Senado

Os trabalhadores dos Correios encerraram a paralisação iniciada nessa segunda-feira (12) após assembleia realizada na tarde desta terça (13). A categoria retorna às atividades às 22h desta terça.

Leia também:
PE: professores e servidores da rede estadual decretam estado de greve

Os funcionários decidiram manter o estado de greve e reivindicam mudanças no plano de saúde dos trabalhadores, que foi julgado pela Seção de Dissídios Coletivos (SDC) do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e deu apoio à estatal.

A alteração definida pela gestão da estatal diz que os trabalhadores vão arcar com 30% do plano em forma de mensalidade, de acordo com os critérios de faixa salarial e idade, e cobrança dos beneficiários. Atualmente os custos com o plano de saúde são de 93% para a estatal, enquanto o restante é custeado pelos funcionários, para cobertura do trabalhador e de seus dependentes. A assistência bancada pela empresa supera os R$ 12 mil por funcionário e custa R$ 1,8 bilhão por ano aos cofres, correspondendo a 10% do faturamento.

Também na pauta de reivindicações, a realização de novo concurso público para suprir o quantitativo da mão de obra, que segundo os trabalhadores, está defasada.

Veja também

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas
Economia

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões
Loteria

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões