Funcionários dos Correios entram em greve; veja como evitar problemas

O principal motivo apresentado pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares é a mudança no plano de saúde

Agência dos CorreiosAgência dos Correios - Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

Os funcionários dos Correios entraram em greve na noite do último domingo (11), por prazo indeterminado. O principal motivo apresentado pela Fentect, federação que reúne sindicatos da categoria, é a mudança no plano de saúde dos trabalhadores, que está em julgamento no TST (Tribunal Superior do Trabalho). A alteração defendida pela gestão da estatal retiraria pais, filhos e cônjuges do plano.

Para evitar problemas com o pagamento de contas e entrega de encomendas, veja as dicas da Fundação Procon-SP e da Febraban (Federação Brasileira de Bancos): 

Caso sua fatura ou boleto bancário não chegue, o pagamento deve ser feito de qualquer forma. Caso isso ocorra, entre em contato com a empresa credora antes do vencimento para solicitar outra opção de pagamento, para evitar a cobrança de multas, o cancelamento do serviço ou a negativação do nome; As companhias que fazem a cobrança pelos Correios são obrigadas a oferecer alguma outra forma de pagamento (depósito, internet, sede da empresa etc).

Leia também: 
Lentidão é esperada durante greve de funcionários dos Correios
Juízes prometem paralisação nesta quinta-feira em defesa do auxílio-moradia

O cliente deve tentar negociar a isenção de taxas por atraso com a empresa e não com o banco. O consumidor que contratou uma entrega que não foi realizada tem direto a ressarcimento ou abatimento do valor pago.

Se houve algum tipo de danos morais ou materiais pela falta da prestação do serviço, uma indenização pode ser pleiteada na Justiça. No caso de compra de produtos por canais virtuais, a empresa é responsável por encontrar uma forma alternativa de realizar a entrega do item no prazo previsto.

Veja também

TJPE libera realização de provas de Concurso Público em Gravatá
Justiça

TJPE libera realização de provas de Concurso Público em Gravatá

Carrefour anuncia que vai deixar de usar seguranças terceirizados
Serviço nas lojas

Carrefour anuncia que vai deixar de usar seguranças terceirizados