Gastos militares globais atingem maior nível em 30 anos

Despesas chegam ao nível mais alto desde fim da Guerra Fria

Presidente dos Estados Unidos, Donald TrumpPresidente dos Estados Unidos, Donald Trump - Foto: Brendan Smialowski/AFP

Alimentados pelo aumento dos gastos dos Estados Unidos e China, as duas maiores economias globais, os gastos militares atingiram o nível mais alto. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (29) pelo Instituto Internacional de Pesquisa da Paz de Estocolmo (Sipri).

Nos Estados Unidos, os gastos aumentaram 4,6% em 2018, chegando a 649 bilhões de dólares e colocando o país ainda mais na dianteira em relação às demais nações.

Os EUA foram responsáveis por 36% do total de despesas militares globais, valor próximo aos gastos combinados dos oitos países seguintes na lista, segundo o Sipri.

A China, em segundo lugar, apresentou seu 24º crescimento anual consecutivo, aumentando seus gastos militares em 5%, num total de 250 bilhões de dólares.

A lista segue com Arábia Saudita (67,6 bilhões de dólares) Índia (66,5 bilhões) e França (63,8 bilhões). Em sexto lugar está a Rússia (61,4 bilhões), que, pela primeira vez desde 2006, deixa de fazer parte dos cinco maiores da lista do Sipri.

Veja também

INSS pede para servidores entrarem em grupo prioritário da vacinação
VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

INSS pede para servidores entrarem em grupo prioritário

Presidente da Eletrobras troca empresa pela BR Distribuidora
Economia

Presidente da Eletrobras troca empresa pela BR Distribuidora